ENERGIA RENOVÁVEL: Delegação do RN participa na Alemanha de evento de cooperação no setor de energias renováveis

Crédito: Assessoria.
O Rio Grande do Norte é reconhecido como importante matriz de energias renováveis, principalmente a eólica, e tem despontado também na geração de energia solar, graças a abundante matéria prima - o sol - que brilha quase todos os dias do ano em terras potiguares. 

É com o objetivo de buscar as ferramentas tecnológicas e aperfeiçoar os conhecimentos necessários para aproveitar ao máximo esse potencial, que uma delegação do RN parte neste mês para a Alemanha em uma missão de intercâmbio no setor de energias renováveis.


A missão vai acontecer no período de 11 a 16 de novembro na Cidade de Trier, Alemanha. O Presidente do Sinduscon Mossoró, Engenheiro Sérgio Freire, que também preside a Comissão Temática de Energias Renováveis – COERE, estará à frente da delegação que vai participar do evento técnico de cooperação.

A delegação de dez pessoas vai visitar e trocar experiências com instituições e empresas ligadas a cadeia produtiva de energias renováveis da Alemanha, com ênfase na formação profissional, sistema de exames, eficácia energética, transferência de tecnologia e certificação na área de energias sustentáveis.

A ação é resultado de um acordo de Cooperação firmado entre a EIC TRIER IHK/HWK EUROPA UND INNOVATIONSCENTRE GMBH, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI-DR/RN e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis – CTGAS-ER.

Essa cooperação entre o governo alemão e a Federação das Indústrias é de fundamental importância. Estamos indo com uma delegação de dez pessoas e esperamos trazer muitas informações e novidades, já que a Alemanha é referência em energias renováveis no mundo”, explica Sérgio Freire.
Assessoria de Imprensa I Social Media

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIAS: Vale apenas saber - A classificação das aves

EM TEMPO: Alan Silveira continua dando um trato na infraestrutura urbana

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

CIÊNCIAS: Vale apena saber – O funcionamento da bexiga natatório dos peixes