GATOS: Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia

Foto: Cosern/Divulgação
Militar, identificaram e desativaram 04 ligações clandestinas de energia (o popular “gato”) que abasteciam de forma irregular uma fazenda no Distrito de Guanduba, zona Rural de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal, na tarde desta quinta-feira (10).

No local, a energia elétrica furtada abastecia as bombas de água utilizadas na criação de camarão, peixes e no plantio irrigado de capim, bananeiras e hortaliças. As equipes técnicas da Cosern recolheram cerca de 3 mil metros de cabos e fios e um medidor não cadastrado no local.

O “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A ligação clandestina de energia elétrica é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 04 (quatro) anos de reclusão. De janeiro até agora, 12 pessoas já foram presas em flagrante em todo estado cometendo a irregularidade.

No primeiro semestre de 2019, a Cosern já fez 34.847 inspeções e identificou e desativou 4.291 ligações clandestinas em todo estado por meio da “Operação Varredura”. Com essa ação, o volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Pau dos Ferros e Extremoz durante um mês (ou cerca de 147 mil residências).

A população pode colaborar com a “Operação Varredura” denunciando as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern.
Comunicação Cosern

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIAS: Vale apenas saber - A classificação das aves

EM TEMPO: Alan Silveira continua dando um trato na infraestrutura urbana

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

CIÊNCIAS: Vale apena saber – O funcionamento da bexiga natatório dos peixes