Pular para o conteúdo principal

PRIMAVERA: MCC participa da 13ª edição da Primavera dos Museus

Reprodução: Alexandre Santos.
O Museu Câmara Cascudo (MCC) da UFRN participa da 13ª Primavera dos Museus. Em 2019, o evento aborda o tema Museus por dentro, por dentro dos museus.

A programação deste ano acontece entre os dias 24 e 29 de setembro e conta com mesas-redondas, feira de artes, oficina de horta urbana e de slackline, teatro de bonecos, contações de histórias e a realização do I Encontro de Educação Museal do RN.

A Primavera dos Museus é promovida em todo o país pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A abertura oficial ocorre nesta terça-feira, 24, às 18h30, com apresentação do grupo Bando de Sax.

Segundo o diretor do MCC, Everardo Araújo Ramos, a proposta é atrair o público com atividades diferentes das que já acontecem no local, para que as pessoas se sintam atraídas e visitem o Museu. “São dois momentos anuais bem importantes para os museus de todo o país, organizados pelo Ibram, que é a Semana de Museus, em maio, e a Primavera dos Museus, em setembro”, ressalta.




Nestes eventos, o MCC recebe um fluxo muito intenso de visitantes, fazendo com que “as pessoas conheçam, se interessem, visitem o museu, preservem a memória”, destaca o diretor do Museu. Para o Ibram, a iniciativa permite que as instituições museológicas alcancem um número maior de público de forma mais sustentável e dinâmica.

Além dos espaços de exposições, nesta semana da Primavera, o Museu Câmara Cascudo irá promover também ações voltadas para o bem-estar, que acontecerão no Parque Raimundo Teixeira da Rocha (Parque do Museu), área com aproximadamente 7 mil quadrados.

No local acontecerá o Respiro no Parque, atividade que vai contar com atendimentos em terapias integrativas, como Reiki, Reflexologia e Auriculoterapia.

O Planetário Móvel da UFRN - Barca dos Céus também fará parte da programação. O projeto levará a mostra Ora Direis, Ouvir Estrelas!, em que serão apresentadas interpretações e conhecimentos sobre os céus construídos por diferentes culturas, em particular a grega (e seu legado na ciência ocidental) e a guarani.

A programação completa da Primavera dos Museus no MCC está disponível AQUI.
Agecom/UFRN.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

Na natureza, tamanho pode ser documento. A notícia que uma lula encontrada nas Ilhas Malvinas tem um pênis do comprimento do seu corpo causou certo espanto, mas ela está longe de ser exceção.

O homem Nesta proporção também se enquadra o homem. Em média, o tamanho médio dos pênis varia entre 12 e 15 centímetros em estado ereto, apesar de depender de diversos fatores como raça, biotipo, genética e tamanho da pessoa.
Portanto, não há uma definição específica para o tamanho do Pênis na nossa espécie. Segundo a enciclopédia científica, pênis apenas com 7 cm ou menos em estado de ereção são considerado pequenos.
A baleia-azul
A baleia-azul (Balaenoptera musculus), que chega a ter mais de 30 metros de comprimento, é considerada pelos cientistas a espécie mais bem dotada do reino animal, pelo menos em termos absolutos: o órgão sexual de um macho adulto atinge mais de 2 metros de comprimento -- mas isso significa apenas 7% do tamanho de seu corpo.
A Lula Na natureza, o tamanho do aparelho reprod…

PANDEMIA: Falece de covid-19 em Mossoró 3º Apodiense

Mais um apodiense faleceu vítima da COVID-19. Sidney (45), estava internado na UTI em Mossoró lutando pela vida. Foi bravo, mas foi vencido. Teve duas paradas cardíacas e não resistiu na segunda no final da tarde início da noite de hoje (22). Infelizmente. Muito triste.
Nossos pêsames aos familiares. Sidney foi o terceiro Apodiense morto pelo coronavírus. Deus proteja a nós todos.

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

Quando você está com gripe ou resfriados você quase não sente o cheiro das coisas. Quanto ao sabor é como se tivéssemos comendo palha. Mas será por que isso acontece?
Ao ficarmos gripados ou resfriados as células que formam a mucosa nasal produz excesso de muco (espécie de liquido pegajoso) na tentativa de diminuir a irritação causada pelos agentes causadores da infecção.
Dessa forma o excesso de muco dificulta a chegada das moléculas de odor, que se propagam no estado gasoso, até as células receptoras de olfato e com isso há uma diminuição nesse sentido.
Além disso, os próprios vírus afetam células olfatórias prejudicam ainda mais o funcionamento do olfato. Como o olfato interfere na identificação dos sabores esse sentido também fica prejudicado, daí você também não sentir o gosto.
É isso ai, repouso, boa alimentação e muito líquidos são fundamentais na recuperação contra gripes e resfriados. Agora você ficou sabendo por que não sentimos cheiro nem o sabor quando estamos com gripe e resf…