VITÓRIA DA CORRUPÇÃO: grupo de trabalho na Câmara rejeita prisão após condenação em 2ª instância

Reprodução.
Por sete votos a seis, o grupo de trabalho criado para analisar o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, rejeitou nesta terça-feira, 9, a proposta que permitia o início da prisão após condenação em segunda instância judicial.

A medida era a principal mudança do pacote que altera 16 trechos do Código Penal. Pessoalmente eu não diria que essa notícia seria uma derrota para Moro, como a imprensa tem dado ênfase.

Eu afirmaria que isso foi mais um lamentável triunfo da corrupção nesse país onde o crime compensa. Coisa triste.

Comentários

Postagens mais visitadas