DEFENSIVA: Nenhum procurador entregou celulares para pericia

Deltan Dalangnol. Reprodução.
Nenhum procurador arrolado nas supostas conversas vazadas entregou seus celulares a PF para serem periciados e esclarecer dúvidas.

O móvito é bem simples: a constituição garante que nenhum suposto acusado é obrigado a gerar provas contra si mesmo. A entregar dos celulares simplesmente poderia pôr fim a qualquer dúvida.

A final, quem não deve não teme. Mas, é uma tolice insistir em pedir para que acusados entreguem provas que lhe incriminem. Quando alguém teme, não é obrigado a colaborar com investigações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIAS: Vale apenas saber - A classificação das aves

EM TEMPO: Alan Silveira continua dando um trato na infraestrutura urbana

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

CIÊNCIAS: Vale apena saber – O funcionamento da bexiga natatório dos peixes