Pular para o conteúdo principal

VAZAMENTOS: Procurador confirma ao Correio autenticidade de mensagens sobre Moro

Sérgio Moro e Dallagnol questionam os diálogos publicados pelo The Intercept

Procuradores teriam demonstrado preocupação com o fato de Moro marcar
encontros com Bolsonaro após o resultado das eleições.
Foto: Ed Alves/CB/D.A Press.
Em nota divulgada no final da tarde deste sábado (29/6), a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) "alerta a sociedade sobre a impossibilidade de considerar como verdadeiras" mensagens divulgadas pelo site The Intercept em que procuradores da República fazem críticas ao ministro Sérgio Moro. Ouvido pelo Correio, um procurador, porém, confirma, que as mensagens sobre Moro são verdadeiras.


Integrantes da força-tarefa da Lava-Jato revelam preocupações com a possibilidade de que o então juiz Sérgio Moro aceitasse convite para compor a equipe de ministros do presidente Jair Bolsonaro.

Nas mensagens publicadas, a procuradora Monique Cheker critica a condução dos processos da Lava-Jato pelo ministro na época em que ele era juiz no Paraná. "Moro viola sempre o sistema acusatório e é tolerado por seus resultados", teria dito Monique. Em um grupo no aplicativo Telegram, os procuradores teriam demonstrado preocupação com o fato de Moro marcar encontros com o presidente Jair Bolsonaro após o resultado das eleições do ano passado.

Um dos que participam do diálogo é o procurador Alan Mansur, coordenador da Lava-Jato no Pará. Ele revela temor com a ida de Moro para o Ministério da Justiça. "Tem toda a técnica e conhecimento para ser um excelente ministro da Justiça. E tentar colocar em prática tudo que ele acredita. Porém, o fato de ter aceitado, neste momento, entrar na política e desta forma, é muito ruim pra imagem de imparcialidade do sistema de justiça e MP em geral”, disse.

Minutos antes da reportagem entrar no ar, o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept, apresentou a reprodução de uma conversa, citando o procurador Ângelo Goulart Villela. A matéria publicada, porém, citou na verdade Ângelo Augusto Costa, um homônimo. Pelo Twitter, Sérgio Moro afirmou que as controvérsias da publicação revelam que as mensagens não ocorreram. "Isso só reforça que as mensagens não são autênticas e que são passíveis de adulteração. O que se tem é um balão vazio, cheio de nada. Até quando a honra e a privacidade de agentes da lei vão ser violadas com o propósito de anular condenações e impedir investigações contra corrupção?", disse.

No posicionamento divulgado, a ANPR ressaltou a "preocupação quanto à divulgação de mensagens atribuídas a integrantes do Ministério Público Federal com indícios de terem sido adulteradas e de serem oriundas de crime cibernético". A entidade destacou ainda que se "manterá implacável na defesa das prerrogativas funcionais dos procuradores da República, garantidas pela Constituição para que eles possam defender, com independência e autonomia, a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais e individuais indisponíveis".

Veracidade
Ao Correio, um dos procuradores que estava no grupo em que ocorreram as conversas, disse, sob a condição de anonimato, que os trechos divulgados são verdadeiros. “Me recordo dos diálogos com os procuradores apontados pelo site. O grupo não existe mais. No entanto, me lembro do debate em torno do resultado das eleições e da expectativa sobre a ida de Moro para o Ministério da Justiça", disse.

O integrante do Ministério Público Federal (MPF) também declarou que conseguiu recuperar parte do conteúdo. "Consegui recuperar alguns arquivos no celular. Percebi que os trechos divulgados não são de diálogos completos. Tem mensagens anteriores e posteriores às que foram publicadas. No entanto, realmente ocorreram. Não posso atestar que tudo que foi publicado até agora é real e não sofreu alterações. No entanto, aquelas mensagens que foram publicadas ontem (sexta) são autênticas”, completou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

Na natureza, tamanho pode ser documento. A notícia que uma lula encontrada nas Ilhas Malvinas tem um pênis do comprimento do seu corpo causou certo espanto, mas ela está longe de ser exceção.

O homem Nesta proporção também se enquadra o homem. Em média, o tamanho médio dos pênis varia entre 12 e 15 centímetros em estado ereto, apesar de depender de diversos fatores como raça, biotipo, genética e tamanho da pessoa.
Portanto, não há uma definição específica para o tamanho do Pênis na nossa espécie. Segundo a enciclopédia científica, pênis apenas com 7 cm ou menos em estado de ereção são considerado pequenos.
A baleia-azul
A baleia-azul (Balaenoptera musculus), que chega a ter mais de 30 metros de comprimento, é considerada pelos cientistas a espécie mais bem dotada do reino animal, pelo menos em termos absolutos: o órgão sexual de um macho adulto atinge mais de 2 metros de comprimento -- mas isso significa apenas 7% do tamanho de seu corpo.
A Lula Na natureza, o tamanho do aparelho reprod…

DESCENTRALIZAÇÃO: Apodi tem a gestão mais descentralizada da história

Imagine o tipo de gestão engessada, onde para comprar até uma caixa de fósforo, você teria que esperar um tempão até a liberação da parte de um chefe subalterno ao gestor maior. Uma situação assim trava o andamento de uma gestão e atrasa as atividades dos que dela fazem parte. E tudo reflete na insatisfação do povo.Observando essa possibilidade, o gestor Alan Silveira, atual prefeito do Apodi, vez justamente o oposto. Apodi tem a gestão mais descentralizada de sua história. As atribuições são dadas pelo gestor maior. São dadas condições para que secretários, subsecretários ou responsáveis façam sua parte. E, a partir daí a coisa anda, flui. Com a descentralização, ganha-se também em autonomia e rapidez na tomada de decisão. Isso é possível porque os processos se tornam menos engessados e a necessidade de aprovação direta é menor, passando a ser importante apenas em situações estratégicas e urgentes.E o gestor? Confia nos seus e apenas administra as situações, ficando livre para um ate…

CIÊNCIAS: Vale apensa saber - Por que as minhocas saem para fora da terra em tempos de chuva?

Apesar de ser indispensável à sobrevivência das minhocas, a umidade no ambiente deve ter certo equilíbrio.

Matéria relacionada:
CIÊNCIAS – VALE APENA SABER: Como as minhocas se reproduzem?

Quando o solo está encharcado demais por causa de chuvas, elas acabam abandonando suas galerias em busca de oxigênio. O excesso de água no solo diminui o oxigênio presente no mesmo dificultando a respiração das minhocas.

Ai, agora você sabe por que em tempos de chuva é fácil encontrar minhocas fora da terra.

VACINA: Oxford tem tido "resposta imune correta" em vacina, diz cientista

Sarah Gilbert, professora de vacinologia, afirmou que o estudo recrutou 8 mil voluntários para a fase 3 de testes do potencial imunizante contra a covid-19(Portal R7) – Uma das cientistas por trás do potencial vacina para covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, disse nesta quarta-feira (1º) que a equipe tem obtido o tipo certo de resposta imune em testes, que entraram no estágio clínico de fase 3. Falando em uma audiência parlamentar, Sarah Gilbert, professora de vacinologia da universidade, afirmou que o estudo recrutou 8 mil voluntários para a fase 3 de seu teste da vacina AZD1222, que foi licenciada para a AstraZeneca.A pesquisadora acrescentou que não poderia apresentar um cronograma sobre quando a vacina pode estar pronta, pois a previsão depende dos resultados do ensaio.Brasil assina acordo para produzir vacinaO governo federal assinou no sábado (27) um acordo para produzir no Brasil vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em p…

30 DE JUNHO: Alan Silveira “Mês de grandes conquistas e realizações de sonhos para o povo de Apodi”

Em suas redes sociais, gestor Alan Silveira, prefeito do Apodi, celebrou Dia 30 de junho como sendo de grandes conquistas de uma gestão que trabalha para o povo. “Um dia marcante para o Apodi. Nesta data, em 2018, nossa gestão inaugurava um dos maiores sonhos do Distrito de Melancias. A Escola Raimunda Florêncio de Oliveira, mais de R$ 400 mil reais investidos com recursos próprios”, lembrou.“E ontem, dia 30 de junho de 2020, inauguramos o novo Centro de Saúde - Dr. José da Silveira Pinto, obra com quase R$ 700mil reais investidos, entre recursos próprios e federal. Mais que duas obras, uma realização de dois sonhos”, enfatizou.“Dia 30 de junho marca, portanto, grandes conquistas de uma gestão que trabalha para o povo”, celebrou o gestor.