CIÊNCIAS E A SAÚDE: Sarampo volta a preocupar autoridades no Brasil

Criança com Sarampo. Foto reprodução: Ministério da Saúde. 
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade.

As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

No Brasil a doença parecia erradicada. Mas, com a circulação de pessoa pelo mundo, a doença voltou a preocupar as autoridades no Brasil. Após muitos anos sem notícias de situações epidêmicas com relação ao sarampo, atualmente a virose volta a ser notícia no Brasil. Em especial no estado de São Paulo muitos casos registrados.

Como posso me proteger contra o sarampo
No dia hoje, (20), seis postos volantes com vacinas contra o sarampo e a febre amarela estão espalhados na “Marcha para Jesus”, realizada nesta quinta-feira (20) desde as 10h na zona norte de São Paulo. Uma atitude louvável das autoridades. A prevenção é indispensável.

Segue orientações importantes para prevenção contra essa virose:
Receber duas doses da vacina contra o sarampo após os 12 meses de idade é a única maneira de se prevenir da doença.

O esquema vigente do Ministério da Saúde para crianças é o de uma dose da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) ao 1 ano de idade e uma da quadrupla viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) ao 1 ano e 3 meses de idade.

Para quem não se vacinou no período, a tríplice viral é oferecida gratuitamente em duas doses até os 29 anos ou em uma dose dos 30 aos 49 anos. Os demais podem recorrer às clínicas privada.

Ainda evitar que você sua criança tenha contato com residencias onde exista pessoas infectados é uma medida importante a ser observada. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIAS: Vale apenas saber - A classificação das aves

EM TEMPO: Alan Silveira continua dando um trato na infraestrutura urbana

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

CIÊNCIAS: Vale apena saber – O funcionamento da bexiga natatório dos peixes