MEDICINA: Médica é afastada após mandar paciente esfaqueado ir para casa

Uma médica foi afastada de suas funções em seu 1º dia de trabalho após atender um jovem esfaqueado no pulmão e encaminhá-lo de volta para casa apenas com um curativo

Paciente foi mandado de volta para casa apenas com um
curativo. Foto: Divulgação/Polícia Militar do Mato Grosso.
O rapaz de 18 anos, que segue internado em estado grave, levou uma facada nas costas e procurou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá (MT).

A vítima foi atingida por um adolescente de 15 anos, na última terça-feira (16), próximo à escola onde ambos estudavam, no Bairro Rota do Sol. Ele foi para a unidade procurar atendimento, mas, ao ser recebido pela profissional, foi medicado apenas com um curativo e foi mandado de volta para casa.

Ainda no mesmo dia, o rapaz voltou à UPA sentindo fortes dores e foi atendido por outro médico, que diagnosticou uma possível perfuração no pulmão e uma hemorragia.

O jovem foi encaminhado para o Hospital Regional de Sorriso e, segundo sua família, seu estado de saúde é grave.

O secretário de saúde Luís Fábio Marchioro lamentou o ocorrido e confirmou o afastamento da médica por tempo indeterminado. A reportagem do G1 tentou contato com a profissional e com a defesa dela, mas não teve sucesso.
Nota:
Um grande problema hoje com relação aos cursos de medicina é que tem faculdade que não tem condições de fornecer um corso dessa magnitude e, em outras situações, existem a faculdade particulares que fornecem o curso, em especial a quem tem poder aquisitivo para isso.

Estão formando pessoas sem as menores condições de ser médico (a), de exercer a profissão face curso ser comprado (claro que existem exceções). 

Comentários

Postagens mais visitadas