Pular para o conteúdo principal

EDUCAÇÃO: UFRN promove 5ª Jornada Internacional de Alfabetização

Divulgação.
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove a 5ª Jornada Internacional de Alfabetização, que acontece entre os dias 14 e 15 de maio no auditório da Reitoria, com o objetivo de contribuir para a discussão sobre os desafios à formação dos professores alfabetizadores. A programação tem como foco o debate sobre os conhecimentos e as metodologias que se devem fazer presentes na formação inicial e continuada, a partir de conferência internacional, mesas-redondas, minicursos, workshops, sessão de pôsteres e simpósios.

A conferência internacional abre o evento com o professor emérito da Universidade de Rennes (França), Jean Émile Gombert, que aborda o tema “L’apprentissage de la lecture: de la recherche à l’application”. Já as mesas-redondas contam com nomes nacionais e internacionais na discussão dos assuntos “A cultura letrada em Portugal, a alfabetização no Brasil e as políticas públicas”; “Aspectos teóricos e práticos da alfabetização” e “Alfabetização, formação de professores e propostas de interface”.

Os participantes também podem se inscrever para workshops e minicursos sobre diferentes aspectos voltados ao tema central do evento, “Da consciência metatextual à compreensão leitora na formação de professores da educação infantil e do ensino fundamental”. Do mesmo modo, está aberto o espaço para sessão de pôsteres e simpósios para apresentação oral de resumos de pesquisas, relatos, estudos e experiências de casos.

As inscrições para a 5ª Jornada Internacional de Alfabetização estão abertas até 1º de maio no site do evento, coordenado pela UFRN, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Universidade do Estado da Bahia (UESB), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Para acessar o site, clique aqui: https://doity.com.br/5-jornada-internacional-de-alfabetizacao/.
Assessoria de Comunicação da Reitoria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

Na natureza, tamanho pode ser documento. A notícia que uma lula encontrada nas Ilhas Malvinas tem um pênis do comprimento do seu corpo causou certo espanto, mas ela está longe de ser exceção.

O homem Nesta proporção também se enquadra o homem. Em média, o tamanho médio dos pênis varia entre 12 e 15 centímetros em estado ereto, apesar de depender de diversos fatores como raça, biotipo, genética e tamanho da pessoa.
Portanto, não há uma definição específica para o tamanho do Pênis na nossa espécie. Segundo a enciclopédia científica, pênis apenas com 7 cm ou menos em estado de ereção são considerado pequenos.
A baleia-azul
A baleia-azul (Balaenoptera musculus), que chega a ter mais de 30 metros de comprimento, é considerada pelos cientistas a espécie mais bem dotada do reino animal, pelo menos em termos absolutos: o órgão sexual de um macho adulto atinge mais de 2 metros de comprimento -- mas isso significa apenas 7% do tamanho de seu corpo.
A Lula Na natureza, o tamanho do aparelho reprod…

PANDEMIA: Falece de covid-19 em Mossoró 3º Apodiense

Mais um apodiense faleceu vítima da COVID-19. Sidney (45), estava internado na UTI em Mossoró lutando pela vida. Foi bravo, mas foi vencido. Teve duas paradas cardíacas e não resistiu na segunda no final da tarde início da noite de hoje (22). Infelizmente. Muito triste.
Nossos pêsames aos familiares. Sidney foi o terceiro Apodiense morto pelo coronavírus. Deus proteja a nós todos.

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

Quando você está com gripe ou resfriados você quase não sente o cheiro das coisas. Quanto ao sabor é como se tivéssemos comendo palha. Mas será por que isso acontece?
Ao ficarmos gripados ou resfriados as células que formam a mucosa nasal produz excesso de muco (espécie de liquido pegajoso) na tentativa de diminuir a irritação causada pelos agentes causadores da infecção.
Dessa forma o excesso de muco dificulta a chegada das moléculas de odor, que se propagam no estado gasoso, até as células receptoras de olfato e com isso há uma diminuição nesse sentido.
Além disso, os próprios vírus afetam células olfatórias prejudicam ainda mais o funcionamento do olfato. Como o olfato interfere na identificação dos sabores esse sentido também fica prejudicado, daí você também não sentir o gosto.
É isso ai, repouso, boa alimentação e muito líquidos são fundamentais na recuperação contra gripes e resfriados. Agora você ficou sabendo por que não sentimos cheiro nem o sabor quando estamos com gripe e resf…