Pular para o conteúdo principal

CIÊNCIAS E A SAÚDE – MISOFONIA: a irritação a sons insignificantes

A misofonia é pouco conhecida, mas é mais comum do que se imagina e não possui tratamento

Crédito: Khamkhor on Unsplash
Você já ouviu falar sobre misofonia? Provavelmente não, certo? Mas ela é muito mais familiar do que aparenta. A misofonia é uma condição em que o indivíduo não consegue tolerar certos sons emitidos por pessoas próximas, como o da respiração ou o da mastigação.

Pessoas que não têm misofonia muitas vezes nem percebem tais barulhos e convivem normalmente com eles, porém indivíduos que sofrem de misofonia podem sentir pânico, raiva ou irritabilidade ao ouvirem esses sons tão comuns no dia a dia. Para piorar, se essas pessoas tiverem contato constante com poluição sonora, o nível de irritabilidade aumenta.

Impactos no cotidiano
Por reagirem de forma tão intensa a pequenos barulhos, como o de alguém mordendo uma maça, as pessoas que sofrem de misofonia acabam se afastando de seus círculos sociais, deixando de almoçar e jantar junto com a família para evitar certos sons. Afastam-se dos amigos e até mesmo evitam ir a locais públicos, já que sempre encontram alguém com goma de mascar na boca ou comendo salgadinho.

Sintomas: Eu tenho misofonia?

  • Os sintomas começam a aparecer geralmente dos 10 aos 12 anos;
  • Os barulhos "desencadeadores" tendem a ser o da respiração e o da mastigação;
  • Quanto mais próxima emocionalmente a pessoa com distúrbio for da "desencadeadora", mais ofensivo o som será;
  • A reação mais comum é a raiva extrema.
O barulho desencadeador pode causar em quem sofre de misofoniauma resposta de fuga em que a pessoa sente vontade de ser violenta com quem está provocando os sons ou de sair de perto do som de qualquer maneira.

As pessoas que sofrem com misofonia geralmente são diagnosticadas incorretamente, muitas vezes como tendo transtorno fóbico, transtorno obsessivo compulsivo, ou transtornos de ansiedade, bipolar ou maníacos. Especialistas dizem que o problema pode ser genético e que talvez não seja uma doença auditiva e sim uma falha fisiológica em partes do cérebro que são ativadas pelo som.

Tratamento
Por enquanto não existe tratamento e nem cura para a misofonia. O que é possível fazer é se afastar das pessoas para não sentir incomodo, tomar medicamentos prescritos, fazer hipnose e terapias cognitivas comportamentais. Existem até mesmo grupos on-line de apoio para pessoas que sofrem de misofonia.

Comentários

  1. Parabéns por divulgar sobre Misofonia.

    Para mais informações científico/acadêmicas, grupos de apoio, campanhas e tratamentos, acessem nossos conteúdos:

    http://www.misofonia.org/
    https://www.facebook.com/avbmorg/
    https://www.youtube.com/c/TVMisofonia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por favor, nos seus comentários use opinião responsável e com educação.

Postagens mais visitadas deste blog

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

Na natureza, tamanho pode ser documento. A notícia que uma lula encontrada nas Ilhas Malvinas tem um pênis do comprimento do seu corpo causou certo espanto, mas ela está longe de ser exceção.

O homem Nesta proporção também se enquadra o homem. Em média, o tamanho médio dos pênis varia entre 12 e 15 centímetros em estado ereto, apesar de depender de diversos fatores como raça, biotipo, genética e tamanho da pessoa.
Portanto, não há uma definição específica para o tamanho do Pênis na nossa espécie. Segundo a enciclopédia científica, pênis apenas com 7 cm ou menos em estado de ereção são considerado pequenos.
A baleia-azul
A baleia-azul (Balaenoptera musculus), que chega a ter mais de 30 metros de comprimento, é considerada pelos cientistas a espécie mais bem dotada do reino animal, pelo menos em termos absolutos: o órgão sexual de um macho adulto atinge mais de 2 metros de comprimento -- mas isso significa apenas 7% do tamanho de seu corpo.
A Lula Na natureza, o tamanho do aparelho reprod…

PANDEMIA: Falece de covid-19 em Mossoró 3º Apodiense

Mais um apodiense faleceu vítima da COVID-19. Sidney (45), estava internado na UTI em Mossoró lutando pela vida. Foi bravo, mas foi vencido. Teve duas paradas cardíacas e não resistiu na segunda no final da tarde início da noite de hoje (22). Infelizmente. Muito triste.
Nossos pêsames aos familiares. Sidney foi o terceiro Apodiense morto pelo coronavírus. Deus proteja a nós todos.

CIÊNCIAS: Vale apena saber – Porque quando estamos gripados não sentimos o cheiro nem sabor das coisas?

Quando você está com gripe ou resfriados você quase não sente o cheiro das coisas. Quanto ao sabor é como se tivéssemos comendo palha. Mas será por que isso acontece?
Ao ficarmos gripados ou resfriados as células que formam a mucosa nasal produz excesso de muco (espécie de liquido pegajoso) na tentativa de diminuir a irritação causada pelos agentes causadores da infecção.
Dessa forma o excesso de muco dificulta a chegada das moléculas de odor, que se propagam no estado gasoso, até as células receptoras de olfato e com isso há uma diminuição nesse sentido.
Além disso, os próprios vírus afetam células olfatórias prejudicam ainda mais o funcionamento do olfato. Como o olfato interfere na identificação dos sabores esse sentido também fica prejudicado, daí você também não sentir o gosto.
É isso ai, repouso, boa alimentação e muito líquidos são fundamentais na recuperação contra gripes e resfriados. Agora você ficou sabendo por que não sentimos cheiro nem o sabor quando estamos com gripe e resf…