APODI: Vereadores de oposição deverão ir atrás dos votos de eleitores da situação se quiser reeleição

Imagem reprodução.
Decepcionante, para não dar outros adjetivos mais pejorativo. Essa é a minha visão pessoal da parte dos vereadores de oposição em Apodi. Talvez estamos vendo uma das piores legislaturas dos últimos tempos na câmara do Apodi, em se tratando de bancada de oposição.

Não estou me referindo aqui aquela tática tosca de prejudicar o município para atrapalhar gestões, como se deu no passado não muito distante.  Isso nunca. Me referimos em especial a postura. Em especial postura corporativista dos mesmos.

Aquela coisa, sabe. Quando uma rádio está no ar transmitindo as sessões, a postura é uma. Quando a radio sai do ar e tudo fica nos bastidores, a postura é outra totalmente dizente.

Com relação ao item fiscalização, só agora é que um restrito grupo deu o ar da graça. Creio que isso se dá face a proximidade do pleito 2020. Outros (as), a palavra fiscalizar não faz parte do dicionário.

A bancada da oposição falhou feio em face a um mundo de dúvidas que está no ar quanto ao uso dos recursos públicos. “Não adianta denunciar”. É o que dizem quando o cidadão vai reclamar da postura.

Falharam tanto, que devem ir buscar votos para se reeleger entre o eleitorado de situação (me refiro subir no palanque da situação próximo ano). Se na atualidade do legislativo brasileiro 'renovação' é a palavra da vez – foi em 2018, ela deve estar chagando a Apodi.

Não me concebo dando um voto a um vereador desses de oposição no pleito vindouro. Condições não. Fracos demais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Ex-prefeito de Apodi é condenado a devolver mais de R$ 500 mil e está inelegível

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

MISTÉRIO: OVNI vem aparecendo com frequência na comunidade de livramento, Caraúbas/RN

LOUCURA: Senador Cid Gomes avança com retroescavadeira para cima de policiais amotinado e leva dois tiros

A HORA DO ESPANTO: Fátima Bezerra, além de não repassa piso do governo federal, apresenta proposta pífia