INQUÉRITO DO "DECRETO DOS PORTOS”: PF indicia Temer, filha e mais 9 e pede prisão preventiva de outros 04

Crédito da foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil / AFP.
A Polícia Federal concluiu inquérito do chamado "decreto dos portos" e pediu indiciamento e bloqueio de bens do presidente Michel Temer, da filha dele, Maristela, e de mais nove pessoas. A investigação foi conduzida pelo delegado  Cleyber Malta Lopes.

No relatório, a PF ainda pediu a prisão preventiva do Coronel Lima, amigo do presidente, e de outras três pessoas. Um dos focos da investigação é um decreto sobre o setor portuário editado no governo Temer.

As suspeitas são de que Temer poderia ter agido para beneficiar empresas do setor em troca de propina. As suspeitas foram levantadas a partir da delação da JBS. O inquérito no STF foi aberto em setembro do ano passado.

Confira a lista dos 11 indiciados, de quem a PF também pede bloqueio de bens:
Michel Miguel
Elias Temer Lulia Rodrigo Santos da Rocha Loures
Antônio Celso Grecco
Ricardo Conrado Mesquita
Gonçalo Borges Torrealba
João Baptista Lima Filho
Maria Rita Fratezi
Carlos Alberto Costa
Carlos Alberto Costa Filho
Almir Martins Ferreira
Maristela de Toledo Temer Lulia.

A PF pediu a prisão preventiva de quatro pessoas. São elas:
João Baptista Lima Filho
Carlos Alberto Costa
Maria Rita Fratezi
Almir Martins Ferreira.
As informações do Portal Uol

Comentários