MPF, Amarn, Marcco, Ampern e MCCE lançam Campanha “Unidos Contra a Corrupção”

ONG Transparência Internacional Brasil é parceira da ação

Reprodução.
Na próxima segunda-feira (24), às 8h30, no auditório da UNI-RN a Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (Amarn), o Movimento Articulado de Combate à Corrupção (Marcco/RN), a Associação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (Ampern), o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e o Ministério Público Federal (MPF/RN) lançam a campanha “Unidos Contra a Corrupção” em parceria com a ONG Transparência Internacional Brasil.

O lançamento ocorrerá em uma mesa redonda no Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN), que contará com a presença de Ana Luiza Aranha, consultora do Centro de Conhecimento Anticorrupção da Transparência Internacional Brasil e representantes das instituições parceiras: o juiz Herval Sampaio, presidente da Amarn e representante do MCCE no RN; os coordenadores do Marcco/RN Antônio Ed Santana e Carlos José Cavalcanti Lima; o procurador de Justiça e presidente da Ampern, Fernando Vasconcelos, e os procuradores da República Fernando Rocha e Cibele Benevides.

Na UFRN, às 19h, haverá uma palestra para divulgação da campanha “Unidos contra a Corrupção” em parceria com Departamento de Ciências Contábeis, no Auditório do Nepsa I - CCSA - Campus da universidade. As inscrições são gratuitas e o evento é aberto ao público.

O objetivo da campanha é buscar o apoio e a mobilização da sociedade civil para conscientizar governos e empresas acerca das melhores práticas globais de transparência e integridade no combate à corrupção, que geram injustiças e desigualdades sociais.

A partir da compilação das melhores práticas nacionais e internacionais e da colaboração de vários setores da sociedade brasileira, construiu-se o maior pacote anticorrupção já desenvolvido no mundo.

Trata-se de uma plataforma de propostas de reforma legislativa, administrativa e institucional, com o objetivo de promover um debate público orientado às causas sistêmicas da corrupção e de oferecer soluções permanentes para o seu enfrentamento no longo prazo. Esta iniciativa culminou na criação de um pacote com 70 medidas, incluindo anteprojetos de lei, propostas de emenda à Constituição, projetos de resolução e outras normas voltadas ao controle da corrupção divididos em 12 blocos.

Serviço:
Local: Auditório Central da UNI-RN
Horário: 8h30 às 11h
Inscrições gratuitas e abertas ao público geral pelo site:

Sobre a Transparência Internacional
A Transparência Internacional está no Brasil com uma equipe de profissionais brasileiros que atua em colaboração com o Secretariado em Berlim e os demais países onde a organização está presente. Desde 2016, a organização possui no Brasil uma estrutura própria formada por uma equipe executiva e um Conselho Deliberativo.

Ana Luiza Aranha
Ana Luiza é bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), doutora e mestre em Ciência Política pela mesma Universidade e certificada em Gestão de Projetos pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá). É consultora do Centro de Conhecimento Anticorrupção da Transparência Internacional Brasil.

12 Blocos das medidas de combate à corrupção:
Bloco 1 - Sistemas, conselhos e diretrizes nacionais anticorrupção.
Bloco 2 - Participação e controle social.
Bloco 3 - Prevenção da corrupção.
Bloco 4 - Medidas anticorrupção para eleições e partidos políticos.
Bloco 5 - Responsabilização de agentes públicos.
Bloco 6 - Investidura e independência de agentes públicos.
Bloco 7 - Melhorias do controle interno e externo.
Bloco 8 - Medidas anticorrupção no setor privado.
Bloco 9 - Investigação.
Bloco 10 - Aprimoramento da resposta do Estado à corrupção no âmbito penal e processual penal.
Bloco 11 - Aprimoramento da resposta do Estado à corrupção no âmbito da improbidade administrativa.
Bloco 12 - Instrumentos de recuperação do dinheiro desviado.
Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIAS: Vale apenas saber - A classificação das aves

EM TEMPO: Alan Silveira continua dando um trato na infraestrutura urbana

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

AFRODISÍACO: Galvão provou ‘Viagra Natural’ horas antes de passar mal