Carlos Eduardo Alves é punido pelo TRE por propaganda irregular


O TRE-RN divulgou na noite desta quinta-feira (6) decisão judicial contra o candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), da coligação 100%, por propaganda irregular.

O juiz federal Almiro Lemos entendeu que Carlos Eduardo não cumpriu a regra do protagonismo do candidato em um de seus programas no horário eleitoral gratuito na televisão.

Eduardo apareceu em apenas 22% do tempo, infringindo o artigo 54 da Lei das Eleições. As normas do TSE determinam que 75% do tempo da propaganda na TV precisam ser ocupados pelo candidato, e apenas 25% pelos apoiadores, locutores ou recursos gráficos.

Com a imagem estagnada, Carlos Eduardo Alves vai evitar ao máximo aparecer, além de esconder que é integrante da maior oligarquia política do Estado. 

Comentários

Postagens mais visitadas