Pular para o conteúdo principal

HEPATITES VIRAIS: Quanto mais silenciosa é a doença, maior é o perigo à saúde

Médica Graziela Medeiros
Por Magnos Alves

Pele e olhos amarelados, urina escura, dores acentuadas no fígado. Sintomas clássicos que, de longe, denunciam a hepatite. O problema é que nem todo tipo de hepatite se apresenta dessa forma, tão evidente, e o que é pior: as hepatites mais silenciosas, ou seja, as que acometem o fígado sem demonstrar sintomas, são as mais perigosas.

Para explicar melhor o que é a hepatite, é importante primeiro entender como ela afeta o fígado, maior glândula do organismo, localizado na parte superior do abdome. “O fígado mantém as reservas de ferro, de vitaminas e de sais minerais necessárias para a saúde. Sem ele, não haveria força pra seguirmos adiante. Ele também produz a bile, um líquido ácido que ajuda na digestão dos alimentos. Com isso, desintoxica todos os produtos químicos e prejudiciais que ingerimos, como bebidas alcoólicas e remédios, por exemplo”, explica a médica Graziela Medeiros, do Hapvida Saúde.

Quando o fígado é acometido por uma inflamação, ou seja, pela hepatite, todos esses benefícios podem ser destruídos. Existem vários tipos de hepatites, mas os mais comuns são causados por vírus dos tipos A, B e C. “A hepatite pode ser aguda ou crônica. A aguda dá sinais mais evidentes, como a cor amarelada na pele e nos olhos, dores acentuadas no fígado, entre outros sintomas. Já a crônica é totalmente silenciosa, com uma lesão que vai avançando sem causar dor nem quase nenhum incômodo e, quando a pessoa se dá conta, já está com uma cirrose”, alerta a especialista.

Cirrose
Cirrose é o estágio em que o fígado perde as funções e isso pode levar a pessoa à morte. Entre as principais causas da cirrose estão o uso abusivo de bebidas alcoólicas; doenças autoimunes que provocam inflamações no fígado; enfermidades hereditárias; acúmulo de gordura no fígado; e remédios de uso clínico que podem causar hepatite. “Paracetamol é um remédio usado livremente, para qualquer dor de cabeça, mas é preciso ter cuidado com a associação desse medicamento ao uso do álcool. Misturados, podem ser altamente tóxicos e perigosos”, enfatiza Graziela.

Diagnóstico
Exames de sangue podem denunciar o problema. Outros testes mostram a fase e a gravidade da doença. “O melhor é prevenir desde a infância. Hoje, por exemplo, a maior preocupação realmente é com a faixa etária que está mais exposta, sexualmente ativa, e que não foi vacinada na infância”, explica a médica. A preocupação com a atividade sexual desprotegida é porque as hepatites mais comuns e perigosas, a B e a C, são transmitidas por contato sexual ou sanguíneo.

Tratamento e prevenção
Para as hepatites agudas, bastam repouso e medicamentos sintomáticos, além do combate às causas da inflamação – redução da ingestão de bebidas alcoólicas e comidas gordurosas, por exemplo. Para os outros casos, há tratamento e cura. Um lembrete importante: a vacina contra a hepatite B é disponibilizada na rede pública, no calendário nacional de imunização.

Estima-se que, no Brasil, 2,3 milhões de pessoas tenham algum tipo de hepatite e cerca de 1,5 milhão são portadores do tipo C, o mais grave. Ainda não se tem uma vacina para este tipo de hepatite.

Pessoas que compõem o chamado grupo de risco são, trabalhadores da área de saúde, coletores de lixo, vítimas de abuso sexual, dentre outras. Elas podem e devem procurar as unidades de saúde para se vacinarem. Para esses, a vacinação é realizada independentemente da faixa etária e não é necessário revelar o motivo pelo qual se está buscando a vacina.
Assessoria Hapvida

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio