Pular para o conteúdo principal

LANÇAMENTO: “Machado que eu li” será lançado na ANL próxima quinta, 19 de abril


O imortal da Academia Norte Riograndense de Letras (ANL) Ivan Maciel de Andrade lança livro em que se debruça sobre a obra de Machado de Assis

Machado que eu li. Divulgação.
Por Sheyla de Azevedo

Articulista aos sábados do jornal Tribuna do Norte, o professor aposentado de Direito da UFRN e procurador de Justiça, Ivan Maciel de Andrade, 80, contabiliza mais de 700 artigos publicados naquele periódico, dos quais um pedaço significativo falou da obra de Machado de Assis, considerado o “Patrono das Letras” e que ele reúne agora em livro, por insistência de amigos como Woden Madruga e Jarbas Martins.

A obra Machado que eu Li – Editora Caravela Selo Cultural a ser lançada nesta quinta (19) de abril, às 18h, na ANL, contem 110 artigos e, segundo o autor, que ocupa a cadeira número 17 – antes, assento do amigo falecido Aluízio Alves – é um livro que “foge dos jargões acadêmicos”. Portanto, pode e deve ser lido por qualquer pessoa que tenha interesse em literatura. “Esse livro aproxima Machado do leitor”, diz ele, acrescentando que a aparente dificuldade em se ler Machado tem a ver com o fato de que ele era um escritor erudito, com características anglófilas.

Mas, passada essa barreira inicial, sua leitura se mantém atual e necessária. “Machado de Assis retratou a história social do Brasil de maneira crítica. Por trás de toda frase de MA tem um sentido, ele problematizava as questões humanas. Era um escritor, de certa forma, trágico”, diz acrescentando que os temas fundamentais da obra do escritor em questão eram o ciúme e a alma feminina.

Leitor voraz a vida inteira. Dedicou-se aos contos, crônicas e críticas não só de Machado de Assis, como também de obras de autores como (Fiódor) Dostoiévski (1821-1881), (Liev) Tolstói, (Marcel) Proust, (Anton) Tchekhov, Jorge Luis Borges, dentre muitos outros.

Maciel acredita que é o primeiro livro escrito nesse formato sobre a obra de Machado de Assis. Conhecedor também do que foi escrito sobre Machado por grandes nomes como Astrojildo Pereira e Roberto Schwarz é possível que o Rio Grande do Norte inaugure através de Maciel de Andrade um espaço na crítica à obra machadiana, que sai dos rincões acadêmicos, passeia pelas páginas efêmeras de um jornal e se assenta, finalmente, em livro.

“Machado que eu Li” – Ivan Maciel de Andrade - Lançamento de livro
Dia: 19 de abril, às 18h
Local: Academia Norte Riograndense de Letras,  Rua Mibipu 443, Petrópolis
Preço: R$ 40
Assessoria de imprensa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E Alanzinho inaugura a primeira grande obra do seu governo

Uma vez a praça pronta - a parte mais difícil, diga-se de passagem - um parque viria complementar tão grandiosa obra.
A bacurauzada (como é conhecida a militância do PMDB por aqui) do Apodi vai, hoje (21), esquecer a praça, se regozijar e irá focar todo seu olhar, carinho e atenção no parque. Muito bonito, por sinal. Com certeza garantia de muitos sorrisos nos rostos das crianças daqui para frente. 
O Governo Alan Silveira (Alanzinho - como é carinhosamente chamado), inaugurará o parquezinho infantil da praça no dia de hoje. A primeira obra do seu governo. Muito bom para início. Vão logo começando a contar, temos certeza que muitas outras virão. Parabéns prefeito.

Zé Maria anuncia rompimento com o grupo do PCdoB

A partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB. Tivemos um grupo até ganhar a eleição, depois, o boicote e o isolamento promoveu o desgaste”. Com essas palavras o ex-prefeito do Apodi, José Maria da silva, anunciou a esse blogueiro em entrevista na noite de ontem (29), o rompimento com o grupo do PCdoB aqui do Apodi.
Zé Maria nos afirmou que algumas pessoas estão achando, por exemplo, que a indicação do hospital foi um consenso de toda a oposição. Mas ele afirma que não foi bem assim. “Gostaria de esclarecer que não tive nenhuma participação nessa indicação. Eu, com o apoio de todos os vereadores de oposição, estava definindo um nome, porém a liderança do PCdoB não respeitou e fez a indicação de maneira isolada, desrespeitando a todos nós”, explicou Zé Maria. “Diante disso e de outras situações desagradáveis que passei (sem externar, em defesa da unidade), a partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB”, continuou. “Tivemos um grupo até ganh…

POLICIAL: Assalto no sitio Santa Cruz

Hoje (07), pela manhã, um assalto foi registrado no Sítio Santa Cruz, zona rural do Apodi.
Dois jovens estava visitando o sítio e tiveram sua moto Honda/CG 125 FAN KS, Placa NNZ6574 de cor vermelha, Apodi subtraída quando retornavam à cidade. 

Segundo informações, os assaltantes não exibiram armas, só insinuaram que estavam armados botando a mão no bolso. Quem tiver informações da moto com as credenciais acima acionar a polícia.