Pular para o conteúdo principal

SIGEVENTOS: UFRN tem sistema completo para gerenciamento de eventos acadêmicos

Pensando em amenizar as dificuldades e concentrar os trâmites
burocráticos e informativos dasações em um só lugar, foi criado
em 2012, pela Superintendência de Informática da UFRN
(Sinfo), o sistema SigEventos
Por Sérgio Ricardo Jr

Gerenciar eventos não é uma missão simples para quem costumeiramente promove ações de extensão, encontros nacionais, debates, palestras e diversas outras atividades, que geram uma demanda organizacional muito elevada, como a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Pensando em amenizar as dificuldades e concentrar os trâmites burocráticos e informativos das ações em um só lugar, foi criado em 2012, pela Superintendência de Informática da UFRN (Sinfo), o sistema SigEventos.

Plataforma completa para organização de eventos institucionais, o SigEventos é o sistema responsável por toda a ordenação da Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura (Cientec), o maior evento que a UFRN realiza todos os anos, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex). Mesmo ligado à Universidade, o SigEventos permite o acesso de pessoas que não são da Instituição. Para isso, basta um cadastro simples e os usuários conseguem acessar o sistema e realizar os processos necessários para participação em qualquer atividade acadêmica cadastrada.

O sistema
O SigEventos é responsável pelo gerenciamento de tudo que envolve um evento. Os organizadores podem ofertar aos participantes meios para inscrições, submissão de trabalhos, avaliações, localização, programação e emissão de certificados, pilares importantes de qualquer evento acadêmico.

Jadson Santos, técnico em Tecnologia da Informação da Sinfo, fala sobre as atratividades do sistema para os usuários. “O SigEventos é uma ferramenta completa. Nós realizamos muitos eventos todos os meses aqui na Universidade, e eles são de naturezas diferentes, então essa é uma atratividade. Independente da proposta do evento, o sistema vai corresponder e os alunos e professores podem usufruir de uma ferramenta como essa para gerenciar as atividades”, comenta.

A experiência dos usuários
O professor Adilson José de Oliveira e a aluna Maria Augusta de Menezes Lourenço, ambos do curso de Engenharia Mecânica da UFRN foram responsáveis pela organização do XIX Colóquio de Usinagem, evento que aconteceu com apoio do SigEventos, em 2015, contam como foi utilizar a ferramenta. “A experiência foi satisfatória e o sistema foi importante no nosso evento, principalmente no desenvolvimento da página pública, que anteriormente gerava um custo adicional aos organizadores. Inclusive, ela se encontra disponível até hoje (veja aqui). Foi por lá que organizamos as informações mais importantes e por onde os participantes tiveram acesso ao que estávamos fazendo. A página foi personalizada junto com a Sinfo e a tendência é que o sistema melhore com um maior uso”, relata o professor Adilson José de Oliveira.


Melhorias
Disponível em três línguas, português, espanhol e inglês, o SigEventos recebeu, recentemente, uma atualização muito esperada pelos usuários. A versão 4.0, lançada no primeiro semestre deste ano, trouxe melhoras significativas, principalmente em relação ao processo de geração das páginas públicas dos eventos cadastrados no sistema. “As versões anteriores apresentavam uma página pública mais resumida e simplista. Essa alteração, que acontece por meio de feedback dos usuários, deixou essa parte mais completa, com a possibilidade de adição de diversas novas informações importantes do evento”, explica o técnico em TI da Sinfo, Jadson Santos.

A nova versão permite que os organizadores cadastrem notícias, fotos, patrocínios e informações sobre a localização de cada atividade, dentre outras novidades. “A opção de localização geográfica é muito importante na página pública do evento. A Cientec, por exemplo, ocorre em vários lugares ao mesmo tempo, então a página gerada pelo SigEventos ajuda na localização das atividades”, explica Jadson Santos.


Agência de Comunicação da UFRN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

APODI: DNIT quer demolir residência e desapropriar moradores que se encontram as margens da BR 405 no Distrito de Melancias

D. Mariana Carvalho, que mora no Distrito de Melancias, zona rural do Apodi, Oeste do RN, está aflita. Está prestes a perder sua residência e ser desapropriada.
O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito) está querendo demolir sua residência juntamente com a residência do Pr. Gilberto de uma congregação do Distrito.

D. Mariana nos conta que há 01 ano recebeu uma visita do DNIT, notificando sua residência e a residência do Pr. Gilberto. O DNIT alega que sua casa e a do pastor na na área territorial do DNIT.
Ora, qual é esse critério do DNIT para decidir a esse respeito? Dezenas de centenas de casas em Melancias encontram-se as margens da BR 405. Muitas distantes, 05, 07, 10 metros da BR. Em Apodi mesmo, inúmeros estabelecimentos comerciais e casar estão praticamente dentro da BR 405.
Segundo nos relatou D. Mariana, sua residência encontra-se distante 28 metros da BR 405 que corta o Distrito de Melancias. Bem mais distante que diversas outras casas e estabelecimentos comerc…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio