Repórter Wilson Oliveira me passou informações preocupantes sobre situação da maternidade Claudina Pinto

Reprodução.
O repórter cidadão, Wilson Oliveira - WO, que possui informações muito confiáveis, me parou na saída da porta do Banco do Brasil. Estava preocupado com a situação da maternidade.

Segundo Wilson Oliveira, o presidente da câmara, Genivan Varela, o havia dito que a maternidade Claudina Pinto vai para um mês e vinte dias de atraso nos salários dos funcionários. Motivo é falta de repasse da municipalidade, principal parceira da APAMI.

Segundo WO, o presidente da câmara o contou ainda que há atraso no repasse da produtividade aos médicos que prestam serviço a entidade já vai para 3 meses. O mesmo motivo. 

As informações de WO, via Genivan Varela, são preocupantes. Mas o que está acontecendo ali?  O que estou achando esquisito é que até essa altura, caso proceda às informações, nenhum funcionário falou nada. Todo mundo achando bom?

Até os vereadores. Por que não usam a tribuna da câmara para falar a respeito? O que há de errado em levar ao debate sobre isso a população senhores edis? Esse presidente da câmara, por exemplo, o acho uma grande decepção. Por que ficar comentando o assunto nos bastidores? Todo mundo calado.

Nunca é demais lembrar que até final de 2016 tudo estava funcionado relativamente bem por ali. Repasses da PMA e pagamento dentro dos limites toleráveis. Depois, novos gestores assumiram a PMA, houve grande período sem renovação do convênio com a APAMI que levou, consequentemente, a grandes atrasos e desequilíbrio financeiro da entidade.

Posteriormente, os novos gestores do município renovaram convênio, isso por volta do fim do primeiro trimestre para o inicio do quarto. Quando pensava que tudo ia bem, essa informação. É esperar o desenrolar dos fatos.

Agora, coso se confirme essas informações, há de se esperar, que as mesmas pessoas que viraram o Apodi de cabeça para baixo contra o fechamento do hospital, faça a mesma coisa agora quanto à maternidade. Haja vista tratar-se da mesma situação: Precariedade no funcionamento a uma entidade que tanto serviço presta a saúde do povo do Apodi e região.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

SURPRESA: Grande festa das crianças terá início logo mais as 17 h

O funcionamento da maternidade ou festa para as crianças?

MENSAGEM: Apodienses vencedores

CHARTON REGO: “Faça o repasse e tudo fica em dias. E deixe a fiscalização para, ou quer ser Vereador agora senhor prefeito?”