Por que o IPERN está recusando atestados de médicos cubanos em Mossoró?

Reprodução.
A junta médica do IPERN está recusando atestado de médicos cubanos em Mossoró. Esta situação veio à tona após denúncia de trabalhador da saúde, que preferiu não se identificar.

Este servidor consultou-se com um profissional do programa “Mais Médicos” na UBS Dr. Cid Salém Duarte, no Abolição IV. Enviando o atestado para a junta médica do IPERN, a surpresa é que o atestado foi recusado.

O servidor da saúde, apesar de necessitar de 30 dias de afastamento, está sendo obrigado a trabalhar. Mas se estes profissionais são contratados pelos próprios entes públicos para atender à população, por que o IPERN está recusando os atestados de médicos cubanos?

Em resposta à direção do Sindsaúde Mossoró, o IPERN alega que estes profissionais têm irregularidades no cadastro do Conselho Regional de Medicina. Ora, este argumento não prospera, uma vez a Junta Médica do IPERN não tem legitimidade para questionar a regularidade do programa “Mais Médicos” e dos profissionais cubanos que atendem a população. Este é um programa federal, com vários anos de implementação, e que já cumpre papel relevante no atendimento à população brasileira.

Entendemos que esta atitude tem um caráter discriminatório e corporativista. Não cabe à junta médica do IPERN questionar a regularidade dos médicos cubanos em Mossoró, nem em qualquer outro lugar.

O Sindsaúde Mossoró repudia esta atitude do IPERN, que além de ser potencialmente xenofóbica, prejudica os trabalhadores que só tem os médicos cubanos para recorrer.
Enviado por Blog Aponews

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

SURPRESA: Grande festa das crianças terá início logo mais as 17 h

O funcionamento da maternidade ou festa para as crianças?

MENSAGEM: Apodienses vencedores

CHARTON REGO: “Faça o repasse e tudo fica em dias. E deixe a fiscalização para, ou quer ser Vereador agora senhor prefeito?”