Henrique Alves deve ser atingido por deleção de Funaro

Imagem reprodução. 
Se confirmado que não houve irregularidades, a delação do operador financeiro do PMDB, Lúcio Funaro deverá ser homologada ainda na próxima semana.

A delação premiada deve complicar, além do presidente Michel Temer, outros vinte políticos ligados ao deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Entre eles, está o Potiguar Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), detido preventivamente na Academia de Polícia Militar, em Natal, desde o dia 6 de junho, por força de mandados de dois mandados.

Comentários

Postagens mais visitadas