Deputado Getúlio Rêgo enaltece contribuição do professor Benedito Vasconcelos ao RN

Crédito da Foto: Eduardo Maia
Fundador do Museu do Sertão, em Mossoró, autor de mais de 20 livros com temas ligados ao homem do campo e ao ambiente físico do Nordeste, o engenheiro Benedito Vasconcelos Mendes teve seu trabalho destacado pelo deputado Getúlio Rêgo (DEM) durante pronunciamento na sessão plenária desta quarta-feira (16). Ele anunciou que irá propor um título de cidadão norte-riograndense ao professor.

Seu currículo é lastreado por intensa atividade cultural de alto nível, que o credenciou a ser membro das academias de Letras no Rio Grande do Norte e no Ceará. O professor é um pesquisador de alto nível e tem uma boa base de contribuição para o nosso Estado”, afirmou o deputado, que ressaltou que não propõe título de cidadão há alguns anos.

O homenageado também já dirigiu importantes instituições de ensino e pesquisa como a ESAM (atualmente UFERSA), EMPARN, EMBRAPA Meio-Norte (com atuação no Piauí e Maranhão) e Delegacia do Ministério da Agricultura no RN. É o atual Presidente do Instituto Cultural do Oeste Potiguar-ICOP, Presidente da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço-SBEC e Curador do Museu do Sertão de Mossoró.

Em aparte, os deputados Fernando Mineiro (PT) e Vivaldo Costa (PROS) reforçaram a contribuição do professor à cultura e ciência. “Dentro em breve ele vai reinaugurar o Museu do Sertão e tem um trabalho fantástico nessa área”, afirmou Mineiro. Vivaldo Costa afirmou que o trabalho do professor é brilhante e por isso é seu admirador.
Assembleia Legislativa Do RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Ex-prefeito de Apodi é condenado a devolver mais de R$ 500 mil e está inelegível

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

MISTÉRIO: OVNI vem aparecendo com frequência na comunidade de livramento, Caraúbas/RN

LOUCURA: Senador Cid Gomes avança com retroescavadeira para cima de policiais amotinado e leva dois tiros

A HORA DO ESPANTO: Fátima Bezerra, além de não repassa piso do governo federal, apresenta proposta pífia