Pular para o conteúdo principal

ASTRONOMIA: Chuva de meteoros terá auge ofuscado pela Lua neste sábado

Uma estrela cadente cruza o céu atrás do farol em Pilsum, noroeste da Alemanha,
durante o pico da atividade da chuva anual de meteoros
Perseidas - 13/08/2015 (Matthias Balk/AFP)
A tradicional chuva de meteoros Perseidas, que está visível desde 17 de julho e permanecerá até 24 de agosto, alcançará o seu ponto máximo neste sábado. 

Porém, o espetáculo pode ser atrapalhado parcialmente pela luminosidade da Lua, que ficará 72% iluminada, assinalaram os astrônomos. Isso prejudicará a observação dos meteoros, uma vez que eles ficarão “ofuscados” pelo brilho do astro, um efeito parecido com o das luzes nas cidades. Essa chuva de meteoros ocorre todos os anos no Hemisfério Norte, sempre no verão. Aqui no Brasil, também será possível assistir ao espetáculo nos estados do Norte e Nordeste, embora seja bem mais fraco do que nos países acima da linha do Equador.

Segundo o astrônomo Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), para quem quiser observar o show celeste em território brasileiro, o melhor horário para olhar para o céu é às 4h. “As recomendações são as mesmas de todas as chuvas de meteoros: escolher um local escuro e ter paciência”, diz o especialista. De acordo com ele, os estados do Sudeste e Sul dificilmente vão conseguir visualizar alguma coisa, pois a chuva de meteoros vai ocorrer abaixo da linha do horizonte.

Mesmo no Hemisfério Norte, o espetáculo parece estar bem mais modesto do que em 2017. “Para ser honesto, não é um bom ano” para Perseidas, declarou Robert Massey, diretor executivo interino da Royal Astronomical Society (RAS) de Londres, na Inglaterra. “Poderemos, com sorte, ver 20 [meteoros] a cada hora”, calculou.

Isso significa cinco vezes a menos do que a média dos últimos anos para os países acima da linha do Equador, nos quais puderam ser observados entre 100 e 120 meteoros a cada hora no momento de pico deste fenômeno.

Os meteoros são, na realidade, minúsculas partículas de pó que provêm da cauda de um cometa, neste caso do 109P/Swift-Tuttle. Todos os anos, quando a trajetória da Terra cruza o ponto em que se encontram esses restos, as partículas se inflamam ao entrar em contato com a atmosfera da Terra e deixam um rastro luminoso – daí o apelido de “chuva”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio