Pular para o conteúdo principal

QUALIDADE DE VIDA: Campus vivo – A vida que despe os muros do Natal-Central

Mudanças que trazem cor, beleza e integração entre a escola e a cidade

“Um mundo sem muro”, em que o cinza do cimento foi colorido pelo sentimento de um verde vivo, assim é o Campus  Natal-Central agora, como bem definiu a aluna Magda Cristhiany Souza, do curso Técnico Subsequente em Edificações: “Achei lindo! Além do lado estético e da circulação do ar, passou a existir uma abertura, uma espécie de ligação entre o mundo lá fora e o IF aqui dentro. Antes, dava a sensação de que o IF era um mundo à parte, agora não”.

Agora sim, a avenida mais movimentada da capital está diferente, bela, ganhou um novo cenário que, além do asfalto, preencheu-se de um verde que muita gente ainda desconhecia. De acordo com Alexsandra Soares, que passa com frequência em frente ao Campus Natal-Central para levar a filha ao dentista, a mudança foi positiva: “Gostei muito! Ficou bonito e ventilado e a pessoa fica vendo a escola”.

O projeto que originou essas transformações e existe há mais de 5 anos nasceu exatamente para colocar em prática uma “cultura de pertencimento” que objetiva “integrar” a comunidade externa ao campus vivo, que é o Natal Central: “É o cruzamento de mais fluxo da cidade de Natal. Por isso, sob o aspecto humano, a primeira intenção foi levar qualidade de vida à comunidade, melhorando o clima, a umidade, o ar.  A ideia foi trazer a sociedade para o IFRN, através dessa interação com as pessoas que transitam, possibilitando a elas se comunicarem com o bosque. Fora isso, a grade é mais segura do que o muro exatamente porque expõe tudo que está acontecendo dentro da Instituição, e quem faz algo errado não quer ser visto”, enfatizou a arquiteta Érika Alcoforado.

De acordo com a arquiteta da Instituição, os muros da escola foram construídos há muitos anos e estavam bastante comprometidos: “Do ponto de vista de manutenção e segurança da estrutura em si, tínhamos um muro antigo, apenas de tijolos, sem ferragem, praticamente deteriorado por um formigueiro que tinha atingido 60% dele. Isso foi resultado da análise da equipe de segurança do trabalho. Há quase um ano, já havíamos adquirido essas grades, então, para reduzir custos, decidimos iniciar a obra com o pessoal de manutenção daqui mesmo, sem contratar ninguém de fora, aproveitando inclusive material já disponível em todos os campi do IFRN”.

Dessa maneira, o Campus Natal-Central, um dos espaços que foi pioneiro do Instituto Federal, ganhou um novo visual, mantendo a tradição de ser uma escola de vanguarda em ousadia e inovação: “A gente acabou embelezando a cidade. De certa maneira, é como se tivéssemos cultivado esse bosque por 50 anos e agora o estamos entregando para a cidade. Um verdadeiro presente para Natal, no ano de aniversário desse prédio”, definiu com satisfação o Diretor Geral do CNAT, professor Arnóbio de Araújo Filho.

De acordo com a arquiteta Érika Alcoforado, o projeto, que está sendo feito por etapas, e dentro do orçamento do Campus, prevê outras novidades para o bosque: “Haverá, entre outras atividades, espaço para arvorismo, casa verde (uma espécie de laboratório sustentável), jardim sensorial com lugar destinado à contemplação, mesas para piqueniques, trilha para caminhada, etc”.

E assim, pouco a pouco, o verde promete tomar conta da escola, dos passantes, alunos, professores e servidores. Com ele, um vento que traz paz, beleza e qualidade de vida.
Coordenação de Comunicação Social e Eventos

IFRN - Campus Natal-Central

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faleceu a jovem Ellaine Torres

Ellaine Torres se foi... Perdeu a luta para sua enfermidade. Foi uma guerreira. Resistiu enquanto pode. Não deu. Muito jovem, deixa filhinha, familiares e um mundo de amigos órfãos.
Muito triste para todos nós a perda de uma pessoa do bem e que tinha uma vida inteira pela frente.
Que Deus possa nos conceder o conforto. O sepultamento de Ellaine Torres será às 16 horas, no cemitério parque saudade.
Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida Senhor. Salmos 119:50”.

E Alanzinho inaugura a primeira grande obra do seu governo

Uma vez a praça pronta - a parte mais difícil, diga-se de passagem - um parque viria complementar tão grandiosa obra.
A bacurauzada (como é conhecida a militância do PMDB por aqui) do Apodi vai, hoje (21), esquecer a praça, se regozijar e irá focar todo seu olhar, carinho e atenção no parque. Muito bonito, por sinal. Com certeza garantia de muitos sorrisos nos rostos das crianças daqui para frente. 
O Governo Alan Silveira (Alanzinho - como é carinhosamente chamado), inaugurará o parquezinho infantil da praça no dia de hoje. A primeira obra do seu governo. Muito bom para início. Vão logo começando a contar, temos certeza que muitas outras virão. Parabéns prefeito.

Zé Maria anuncia rompimento com o grupo do PCdoB

A partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB. Tivemos um grupo até ganhar a eleição, depois, o boicote e o isolamento promoveu o desgaste”. Com essas palavras o ex-prefeito do Apodi, José Maria da silva, anunciou a esse blogueiro em entrevista na noite de ontem (29), o rompimento com o grupo do PCdoB aqui do Apodi.
Zé Maria nos afirmou que algumas pessoas estão achando, por exemplo, que a indicação do hospital foi um consenso de toda a oposição. Mas ele afirma que não foi bem assim. “Gostaria de esclarecer que não tive nenhuma participação nessa indicação. Eu, com o apoio de todos os vereadores de oposição, estava definindo um nome, porém a liderança do PCdoB não respeitou e fez a indicação de maneira isolada, desrespeitando a todos nós”, explicou Zé Maria. “Diante disso e de outras situações desagradáveis que passei (sem externar, em defesa da unidade), a partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB”, continuou. “Tivemos um grupo até ganh…