Com Henrique preso e Walter Alves encrencado em delações e investigado, Geraldo Melo e Álvaro Dias são nomes do PMDB para Câmara dos Deputados

Reprodução.
Com o deputado Walter Alves citado nas delações da Lava-Jato e Henrique Eduardo Alves preso, completamente fora da disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados existe um grande vazio na chapa para deputado federal no PMDB potiguar.

Uma fonte do Blog do Primo disse que a situação do deputado Walter Alves e seu pai e senador Garibaldi Alves estão complicadas com a delação do ex-secretário de Obras de Natal, Fred Queiros.

O delator que prestou serviços na campanha de Henrique Alves envolveu os nomes de Garibaldi e Walter Alves, razão pela qual a homologação subiu para o STF em razão dos parlamentares disporem de fórum privilegiado.

O desgaste da família Alves é grande, com a revelação do teor da delação e outras investigações que envolvem os nomes de Garibaldi e Walter Alves, certamente pai e filho não terão condições morais para disputar eleição. Nesta eleição haverá uma verdadeira cruzada popular contra os políticos envolvidos em delações e investigados.

Saindo Henrique e Walter Alves da disputa por vagas na Câmara dos Deputados, no universo do PMDB, passará e existir um vazio estimando de 250 mil votos.

No PMDB existem os nomes como prováveis candidatos, o ex-governador Geraldo Melo e o ex-deputado federal Álvaro Dias estão sendo incentivados para ocupar o vazio..

Geraldo Melo que enxerga longe e com cacife de ex-governador e senador já admitiu ser candidato.  Álvaro Dias que tem penetração em Natal e no Seridó ainda não admitiu sua candidatura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI