Vereador Gilvan Alves bota números na mesa e afirma que se fosse prioridade Alan já poderia ter retomado o projeto transformação

Reprodução. 
Vereador Gilvan Alves (avante) passou ao blog números comparativos sobre os royalties em Apodi em varias gestões, assim como os seis primeiros meses de Alan Silveira.

Fazendo comparações, Gilvan afirmou que Alan já teria condições de retomar o projeto transformação, voltando a dar gratuidade a universitários, caso fosse sua prioridade.

Observando os royalties enviado pelo vereador temos os seguintes dados:     
Ano
2009 a 2012 (Gorete):
Ano
2013 a 2016 (Flaviano)
2009
3.429.549,38
2013
6.099.344,71
2010
4.377.310,35
2014
6.205.997,88
2011
5.841.009,82
2015
3.568.971,51
2012
6.006.877,20
2016
5.337.566,14
Total
19.654.746,75
Total
21.211.880,24

A queda de receitas de royalties impossibilitou a manutenção do programa transformação. Exatamente a partir de 2015. Segundo Gilvan, a gestão 2013 a 2016 recebeu pouco mais do que 2009 a 2012, comparando os 04 anos.

Comparando os últimos 04 anos gestão Flaviano (2013 a 2016) recebeu a mais do que Gorete (2009 a 2012) 7,93%. Comparando os últimos 04 anos de Pinheiro, gestão de Gorete (2009 a 2012) recebeu a mais 35%.

E em 05 meses o Prefeito Alan já recebeu R$ 3.952.277,98”, contabiliza edil. “Daria perfeitamente para ter retomado o programa transformação”, conclui Gilvan Alves.

Gilvan também é popularmente como Gilvan contador. Por sinal, profissional por excelência no ramo da contabilidade. 

Comentários

  1. O vereador Gilvan vem abrandando sistematicamente sua atuação na Câmara Municipal. Tão cedo, já dá sinais de subir no muro. Isso de agradar a Deus e ao Diabo não vinga. Nessa marcha Gilvan acabará por subir no telhado. Um salve ao vereador Charton que tem lado, tem voz e age.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

POLICIAL: Mais um crime de homicídio em Apodi

DENUNCIA GRAVE CONTRA O PREFEITO É PROTOCOLADA

Prefeito Alan rebate denúncia sobre suposta contratação irregular e destaca: “ele vai ter que provar na Justiça”

PRESTAR INFORMAÇÕES FALSAS É CRIME E USO DA MÁ FÉ NA GESTÃO PÚBLICA