LAVA JATO: Henrique e Cunha são denunciados por ‘corrupção’, ‘lavagem de dinheiro’ e ‘organização criminosa’

Reprodução.
O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte denunciou os ex-presidentes da Câmara Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha, além de outros quatro envolvidos no esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa investigado na Operação Manus, que deriva da Operação Lava Jato.

Cunha e Alves são acusados de receber pelo menos R$ 11,5 milhões em propinas de empreiteiras. Para o MPF, entre os dois existia uma “parceria criminosa”.

De acordo com a denúncia, entregue à Justiça Federal na terça-feira, os dois, pelo menos entre 2012 e 2014, “solicitaram, aceitaram promessa nesse sentido e efetivamente receberam vantagens indevidas, de forma oculta e disfarçada, por meio de doações eleitorais oficiais e não oficiais, em razão da atuação política e parlamentar de ambos em favor dos interesses de empreiteiras”.

Eduardo Cunha já estava preso no Paraná, quando a Justiça Federal acatou um novo mandado de prisão preventiva contra ele e Henrique Alves no dia 6 de junho. Alves foi preso pela Polícia Federal em Natal, e se encontra atualmente custodiado na Academia de Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

POLICIAL: Mais um crime de homicídio em Apodi

PRESTAR INFORMAÇÕES FALSAS É CRIME E USO DA MÁ FÉ NA GESTÃO PÚBLICA

“Esse Prefeito é incapaz de administrar até uma bodega”. Nilson de João Lucas, agosto de 2013

DENUNCIA GRAVE CONTRA O PREFEITO É PROTOCOLADA