TUDO QUE CUNHA QUERIA: Moro livra a cara de Cláudia Cruz

Reprodução.
O juiz federal Sergio Moro absolveu a mulher do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Cláudia Cordeiro Cruz, das acusações de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas na ação penal que envolve suposta propina ao peemedebista em contrato de aquisição, pela Petrobras, de campo petrolífero em Benin, na África.

Na avaliação do magistrado, não há prova suficiente de que Cláudia manteria conta na Suíça com mais de US$ 1 milhão -dinheiro que supostamente seria originado de propina de contrato da petrolífera e recebida por Cunha.

Absolvo Cláudia Cordeiro Cruz da imputação do crime de lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas por falta de prova suficiente de que agiu com dolo [com intenção]”, decidiu o juiz.

Tá de brincadeira? Era tudo que Eduardo cunha queria. Alias, além de estar recebendo mesada de R$ 500 mil semanais, segundo delator, essa absolvição da mulher era uma de suas metas. Pois não é que conseguiu também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

SURPRESA: Grande festa das crianças terá início logo mais as 17 h

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

O funcionamento da maternidade ou festa para as crianças?

MENSAGEM: Apodienses vencedores