RETALIAÇÃO: Após votos contrários à reforma, deputados potiguares perdem cargos federais no RN

Rafael Motta (PSB) e Antônio Jácome (PTN)
perderam os nomes que haviam sido indicados
por eles para as superintendências do DNIT,
DNPM, FUNASA e IPHAN

Reprodução. Rafael Motta e Antonio Jácome, deputados federais do RN
Os votos contrários à reforma trabalhista praticados pelos deputados potiguares Rafael Motta (PSB) e Antônio Jácome (PTN) custaram caro ao parlamentares. Em uma possível ‘retaliação’, o presidente Michel Temer (PMDB) exonerou pessoas indicadas pelos deputados a cargos federais no Rio Grande do Norte.

No caso de Rafael Motta, Temer ‘pegou de volta’ a superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e do Departamento Nacional de Produção Mineral no Estado do Rio Grande do Norte (DNPM).

Já Antônio Jácome viu seus indicados à superintendência da Fundação Nacional da Saúde (FUNASA) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

As informações, que já estavam sendo ventiladas na imprensa nacional, foram confirmadas na manhã desta terça-feira 02, quando as exonerações apareceram no Diário Oficial da União (DOU).
Nota:

Se votaram teoricamente contra Temer e foram demitidos, precisam fincar bases na oposição. Ficar ao lado do trabalhador seria o mais correto. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água