Trovas e serenata mudam o final de tarde da UFRN

Fotos: Cícero Oliveira / Divulgação institucional
Por Sirleide Pereira

Quem passou no final da tarde dessa quarta-feira, 26, pelo hall do auditório da Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), se encantou com a produção caprichada dos personagens da seresta e serenata realizadas ao cair do sol. Ao som de toadas antigas, como Luar do Sertão, de Catulo da Paixão Cearense, músicos, professores de artes plásticas, música, literatura, servidores e estudantes engrossaram o cortejo que conquistou adeptos ao circular ao redor da piscina.

Evento pensado, produzido e realizado por professoras, como Elke Riedel, Socorro Evangelista, Rosali Cortez e Theodora Alves, o evento incorporou a criatividade e competência artista e técnica de violonistas, acordeonistas, bandolinistas, profissionais de percussão e canto da Escola de Música da Universidade (EMUFRN). Dezessete músicas compuseram o espetáculo lúdico, que encantou a todos durante uma hora e meia, e que deixou em muitos dos apreciadores do cancioneiro brasileiro e potiguar, um gostinho de quero mais.

Projeto do NAC
Projeto de ensino, pesquisa e extensão do Núcleo de Arte e Cultura (NAC/UFRN), Seresta, Serenata, Canção e Poesia se presta à preservar o patrimônio cultural e sentimental do Rio Grande do Norte, explica Theodora Alves, diretora do NAC. A finalidade é reunir amigos, amantes da música e das artes em torno do prazer estético e da alegria.
Ascom-Reitoria/UFRN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água