FUNDO PREVIDENCIÁRIO: Tribunal de Contas decide na próxima semana medidas contra Carlos Eduardo

Prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT). Futuro
candidato ao governo do RN
Por Rodrigo Ferreira

O conselheiro relator da liminar emitida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) na sexta-feira passada, Tarcísio Costa, que impedia que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), realizasse saques no fundo previdenciário do município (Natalprev) para pagar servidores, vai decidir na próxima quarta-feira, 19, em sessão no plenário do Tribunal, quais medidas serão tomadas contra o prefeito devido ao descumprimento da determinação.

Nesta terça-feira, 11, Carlos Eduardo realizou os pagamentos dos servidores que ganham até R$ 3 mil, além de todos os inativos, utilizando os recursos retirados do Natalprev, sem levar em consideração a determinação da Corte de contas do Rio Grande do Norte. A Prefeitura ignorou a liminar com a justificativa de estar cumprindo à lei aprovada na Câmara Municipal da cidade há pouco mais de uma semana.

Também nesta última terça-feira, o Ministério Público de Contas do Rio Grande do Norte (MPC) decidiu que vai investigar o prefeito pelo descumprimento da liminar do TCE. O procurador do órgão, Ricart César Coelho se disse “preocupado com a atitude do gestor” e confirmou que uma representação será realizada para que o TCE averigue o ocorrido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECOMENDAÇÃO: Ministério Público recomenda que Prefeitura de Apodi cancele todos os convênios que possui com APAMI

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

Sem ter o que comemorar, Prefeitura de Apodi encerra ano entregando pintos

Finalmente, o que dizer sobre nossa triste realidade?