Editora do IFRN lança 40 livros em conjunto com a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras

Diversas temáticas são abordadas: desde astronomia até os direitos das mulheres

Foto/Thuan Duarte
A Editora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lança nesta quinta-feira (27) os livros editados e publicados referentes ao ano de 2016. O evento tem início às 19h, na Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANRL), e contará com a presença de autoridades, organizadores, autores e convidados.

A edição deste ano terá uma configuração diferente: serão 40 obras lançadas, das quais 23 são impressas e 17 em formato eletrônico. Ao todo são 250 pessoas envolvidas nas produções, entre organizadores, autores e coautores. “É a primeira vez que lançamos uma quantidade de obras tão significativa e justo nesse momento, que representa uma nova etapa nas atividades da Editora", disse Darlyne Fontes, coordenadora da Editora.

O evento também será marcado pela assinatura de termo de cooperação entre o IFRN e a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras para a publicação de obras indicadas pela Academia. O documento será assinado pelos dirigentes máximos das instituições, o reitor Wyllys Farkatt Tabosa e o presidente Diógenes da Cunha Lima.
Os livros

Dentre as obras lançadas, 5 compõem a Coleção Corpo e Educação, explorando interfaces entre o corpo e a educação e trazendo aprendizagem sobre técnicas corporais. São elas: “Em cada canto um conto”, da professora Maria Elizabete Sobral Paiva de Aquino, do Campus Ceará-Mirim; “Artes Maciais: A relação mestre e discípulo como educação sensível", de Luiz Arthur Nunes da Silva; "A carta do pai", de Bernard Andrieu; "Corporeidades...Inspirações", de Terezinha da Nóbrega e "Esporte como experiência estética e educativa", de Liege Monique Figueira.

Na área da educação, 11 obras abordam o tema através de diferentes formas. O livro "Políticas para a educação superior no Brasil", com organização de Andréa Vale e Andrezza Tavares, é uma iniciativa do IFRN em conjunto com os pesquisadores da Rede Universitas/BR. A obra apresenta os cenários e desafios que a educação superior e profissional brasileira enfrenta e a realidade do cotidiano nas instituições.

Projetos do Instituto são destaque em outros 7 livros, como é o caso de "Enfim, o que as mulheres querem", de Maria Socorro da Silva, que teve origem no curso de Formação de Multiplicadores em Gênero, Educação e Desenvolvimento da Pró-Reitoria de Extensão. Esta obra busca a disseminação de conhecimentos produzidos no âmbito da Instituição e, ao mesmo tempo, reafirma a missão de transformação da realidade em que está inserida, seja com os relatos de experiências ou com capacitação de novos agentes nessas temáticas. O objetivo é que as mulheres possam ter acesso aos seus direitos por meio das políticas destinadas a esse segmento.

Ainda há livros de literatura, como é caso da obra “Barruadas e catabilhos”, assinada por Auridan Dantas, diretor de Gestão de Pessoas do IFRN. Ele, inclusive, acredita que a publicação ajuda a fortalecer a tese de que a oralidade não morreu. Neste nicho, contamos com 7 obras.

E, como não poderia deixar de ser, o RN é temática para 10 publicações. Parnamirim, Canguaretama, Santa Cruz ou mesmo o Seridó por inteiro são objetos para a construção de mais conhecimento.

Acesso Digital

O IFRN possui o seu próprio repositório institucional, o Memoria, onde alunos e servidores podem armazenar artigos, teses e até dissertações. 34 obras das que serão lançadas nesta quinta-feira já estão disponíveis através do repositório. Para ter acesso às versões digitais basta ir ao site www.memoria.ifrn.edu.br e buscar o livro desejado.
Assessoria de Comunicação Social e Eventos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água