Pular para o conteúdo principal

Dono de um Staffordshire bull terrier é morto pelo cão enquanto “era entrevistado para um documentário da BBC”

O Staffordshire Bull Terrier (que não foi fotografado) atacou
e matou o homem (Foto: REX Features).
O dono de um Staffordshire bull terrier foi morto pelo próprio cão, e supostamente, o horrível ataque aconteceu enquanto o homem concedia uma entrevista para a BBC. A polícia diz que o homem de 41 anos de idade morreu eu Wood Green, North London, após ser mordido no pescoço por seu animal de estimação.

Foi dito que os funcionários da BBC estavam no local durante o ocorrido, fazendo filmagens para um documentário, quando o cão atacou seu dono, de forma fatal. Em uma declaração para o Sky, a BBC disse: “Estamos cientes de que houve um incidente, mas como há uma investigação em andamento, não podemos comentá-lo”. A causa da morte foi um choque hipovolêmico e danos às vias aéreas – ferimentos consistentes com os de uma mordida de cachorro.

Ele foi declarado morto no hospital, na madrugada da terça-feira passada, após a polícia ser chamada para atender uma ocorrência numa propriedade, às 22:25 de segunda-feira.
O cão foi levado a um canil após ser apreendido pela polícia – que confirmou que o animal não é de uma raça proibida pelo Dangerous Dogs Act, um conjunto de leis locais referente a animais de estimação.

Em um comunicado, um porta-voz da polícia metropolitana disse: A morte do homem não é considerada como suspeita. Um exame post-mortem feito na funerária de Haringey na sexta-feira, 24 de março, revelou que a causa da morte foi um choque hipovolêmico e danos às vias aéreas, consistentes com os de uma mordida de cachorro. Os inquéritos feitos pela polícia de Haringey estão à disposição do médico legista”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio