Pular para o conteúdo principal

Centro israelita do rio grande do norte é homenageado em dia em memória as vítimas da inquisição

Solenidade inquisição
Por Samuel Max Gabbay 

Por proposição da vereadora Ana Paula (PSDC), a Câmara Municipal de Natal realizou, na noite da quinta (30), pela primeira vez na história da cidade de Natal-RN, uma sessão solene alusiva ao Dia municipal em memória às vítimas da inquisição no Brasil, lembrado anualmente no dia 31 de março, em razão da Lei nº 6.607/2016, de autoria do ex-vereador Júlio Protásio.

Presentes à solenidade, mais de 200 pessoas, entre elas, o presidente da casa, o vereador Raniere Barbosa (PDT) e os vereadores Franklin Capistrano (PSB), Kleber Fernandes (PDT), Nina Souza (PEN), Preto Aquino (PEN), Bispo Francisco de Assis (PRB), Sueldo Medeiros (PHS) e Dinarte Torres (PMB), bem como, representante da prefeitura, da Ordem dos Advogados do Brasil, membros do Centro Israelita, da Associação Muçulmana, das igrejas Assembleia de Deus, Universal e Bola de Neve, reforçaram a lembrança.

Na ocasião, o Centro Israelita do Rio Grande do Norte, na pessoa do seu presidente, Samuel Max Gabbay, recebeu uma placa da Câmara Municipal de Natal, em homenagem às vítimas da inquisição.

A solenidade atua também, para refletirmos sobre os aspectos que levaram a essa intolerância religiosa e enfatizar o respeito pela escolha de cada um”, afirma a Vereadora Ana Paula, propositora da solenidade, reafirmando a influência cultural da inquisição nos hábitos culturais e sociais no Rio Grande do Norte. Para o presidente da casa, vereador Raniere Barbosa, o evento gera respeito por essa comunidade que tanto sofreu no tempo da inquisição.

Em seu discurso, o presidente do Centro Israelita, Samuel Max Gabbay, afirmou que “Tentaram destruir a nossa fé, tentaram destruir nossa religião, confiscaram os nossos bens, por acusação de práticas judaizantes, mas jamais destruíam a nossa essência. Éramos um mundo de aparência, em detrimento daquilo que sentíamos dentro dos nossos corações. Nossa essência se manteve e hoje, ressurge com mais força com o grito da nossa alma “am Israel Chay”, o povo de Israel está vivo”.

A solenidade contou com a apresentação do Coral do Centro Isrelita do Rio Grande do Norte, sob a regência do Maestro Júlio Sopzak , que executou o Hino Nacional brasileiro e o Hino de Israell; e do Coral Estrela D´Alva, sob a regência do Maestro Rui de Castro Moura, que executou “Yerushalayim Shel Zahav” e “El Haderech”. Os dois corais, em conjunto, também cantaram “Bendigamos al altíssimo” e “Cuando El Rey Nimrod”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio