Pular para o conteúdo principal

SAÚDE: Vereadores iniciam fiscalização das Unidades de Saúde de Apodi

Ausência de atendimentos nas UBS e a falta de compromisso médico com a escola do hospital foram os pontos marcantes da fiscalização

Foto: assessoria da CMA
Depois de várias sessões na câmara, onde o tema predominante tem sido a problemática da saúde no município de Apodi, um grupo de vereadores nesta segunda-feira (20), iniciaram a fiscalização das unidades de saúde.

Junior Carlos, Bebé Gama, Chico de Marinete e o presidente Genivan Varela começaram essa ação, diante da recorrente cobrança da população, iniciando uma verdadeira força-tarefa voltada para dá uma resposta aos apodienses.

O início das visitas foi na Unidade Básica de Melancias, os vereadores foram recepcionados pela médica Bruna Xavier, que é responsável pelo atendimento na unidade em dois dias na semana. Informou também que sua escala contempla dois dias a unidade de saúde do Córrego.

Os vereadores seguiram para a UBS do bamburral, onde encontraram mais de 20 pessoas esperando por atendimento médico, no entanto, foram informadas que a médica não iria atender hoje e estavam esperando a enfermeira chegar para tentar realizar algum procedimento. De fato, no momento que os parlamentares saiam do local a enfermeira vinha chegando.

Na Unidade de Santa Rosa, o médico estaria fazendo atendimento em outras áreas que fazem parte do espaço de abrangência do Programa de Saúde da Família. “Na Santa Rosa, encontramos um aviso do PADI (Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso) e o que chamou atenção é que a médica desse programa também era Dra. Bruna Xavier, namorada do prefeito” destacou Chico.

Última parada dos vereadores foi no Hospital Regional Hélio Morais Marinho, que de cara, causou um choque pela quantidade de pessoas que tinha para serem atendidas.

Uma demanda gigantesca não só de urgência e emergência (Função do Hospital) mas uma grande parte de atenção básica que é responsabilidade do município. Entrevistando as pessoas que aguardavam atendimento, constatou-se que existia gente de várias áreas do município. Pessoas do Córrego, Chapada, constatando assim a falta de médico também nessas localidades.

O ponto que mais chamou a atenção e causou uma certa indignação foi o fato de ter apenas um médico atendimento no hospital, onde em escala, seriam dois. Ao verificar na escala fornecida pela unidade, verificou-se que o outro médico de plantão que havia faltado era Dra. Bruna, que teria que tá lá atendendo desde as 7 horas da manhã. Em diálogo com a direção do hospital, a informação é que essas faltas são recorrentes e que já estariam buscando uma solução para o problema. “O fato do Apodi ter perdido os plantões de Dra. Solange, comprometeu muito o hospital, ela nunca deixaria o hospital na mão” Frisou Genivan.

A Câmara vai tomar providências sobre esses fatos, solicitou ao HRHMM um relatório contendo escala vs. faltas, além de cobrar junto a prefeitura uma solução para essa falta de médicos nas comunidades, para poder desafogar um pouco a demanda do hospital.

Outra questão a ser discutida com o executivo é a equipe de médicos contratados pela prefeitura, mas pagos pelo Governo do Estado. “Vamos continuar visitando as UBS e o hospital do município para que possamos cobrar as soluções urgente dos gestores, não só apresentar o defeito” mencionou Júnior Carlos.

Assessoria de comunicação da CMA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

APODI: DNIT quer demolir residência e desapropriar moradores que se encontram as margens da BR 405 no Distrito de Melancias

D. Mariana Carvalho, que mora no Distrito de Melancias, zona rural do Apodi, Oeste do RN, está aflita. Está prestes a perder sua residência e ser desapropriada.
O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito) está querendo demolir sua residência juntamente com a residência do Pr. Gilberto de uma congregação do Distrito.

D. Mariana nos conta que há 01 ano recebeu uma visita do DNIT, notificando sua residência e a residência do Pr. Gilberto. O DNIT alega que sua casa e a do pastor na na área territorial do DNIT.
Ora, qual é esse critério do DNIT para decidir a esse respeito? Dezenas de centenas de casas em Melancias encontram-se as margens da BR 405. Muitas distantes, 05, 07, 10 metros da BR. Em Apodi mesmo, inúmeros estabelecimentos comerciais e casar estão praticamente dentro da BR 405.
Segundo nos relatou D. Mariana, sua residência encontra-se distante 28 metros da BR 405 que corta o Distrito de Melancias. Bem mais distante que diversas outras casas e estabelecimentos comerc…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…