Pular para o conteúdo principal

PECUÁRIA: Alta tecnologia no campo a favor da bovinocultura potiguar

Projeto Leite & Genética disponibiliza biotecnologia para pecuaristas melhorarem o padrão genético do rebanho. As consultorias são subsidiadas em até 70% pelo Sebrae. As inscrições vão até sexta-feira (31)

Matrizes de alto padrão podem ser multiplitiplicadas através de
biotécnica
Natal – As modernas técnicas de reprodução de matrizes bovinas de alta performance, como transferência de embriões e inseminação artificial, estão ao alcance de pequenos produtores do estado. Isso é o que oferece o Projeto Leite & Genética do Sebrae no Rio Grande do Norte, que disponibiliza atendimentos, consultorias e assistência técnica para melhoramento do padrão genético dos rebanhos de forma subsidiada. Os descontos chegam a até 70%, com contrapartidas de, no máximo, 30% por parte dos pecuaristas. As inscrições no projeto podem ser feitas até a próxima sexta-feira (31) pelo telefone 84 3616-7853 ou em qualquer ponto de atendimento do Sebrae em Natal em cidades do interior.

O projeto é executado em parceria com o Instituto BioSistêmico (IBS), que disponibiliza técnicos e veterinários e uma estrutura de laboratórios móveis – o Vaca Móvel, o Rufião Móvel e o Gene Móvel – que vão até a propriedade e realizam uma série de exames in loco com a assistência de especialistas. De acordo com o gestor do projeto Leite & Genética, Acácio Brito, o objetivo principal do projeto é melhorar o padrão genético do rebanho potiguar e elevar a produção e produtividade de carne e leite bovino.

Um dos procedimentos que já vêm sendo implementados com bastante sucesso é a reprodução assistida, que faz a inseminação artificial em tempo fixo em vacas com sémen de touros reprodutores consagrados pelo alto de qualidade. Pela técnica, várias vacas são induzidas a entrar no cio de forma sincronizada e, logo em seguida, inseminadas. A vantagem da utilização desse método é multiplicar, em médio prazo, matrizes de alto rendimento e ampliar os níveis de produção.

O produtor pode adquirir um dos pacotes de inseminação oferecidos pelo projeto. São chamados CRIATF tanto para quem tem rebanho leiteiro ou gado voltado para corte. São blocos com 10, 20, 40, 60 e 80 inseminações em animais leiteiros. Os valores variam de R$ 3,4 mil a R$ 8,4 mil. Já os pacotes para corte contêm 50, 100 e 150 inseminações e os preços da consultoria, que nos dois casos também envolve outros serviços, variam de R$ 5 mil a R$ 11,8 mil.

O projeto também dá condições de criadores terem acesso à mais moderna técnica de reprodução de animais, a fertilização in vitro. Hoje, o Rio Grande do Norte é um dos poucos estados do Nordeste que conta com um laboratório projetado para realizar esse procedimento, o Laboratório de Melhoramento Genético Animal (IBSgen). Até agora foram produzidos mais de 1,5 mil embriões bovinos em laboratório no estado, através do projeto Leite & Genética do Sebrae.

Depois da clonagem, a fertilização in vitro é a técnica mais moderna para reprodução de bovinos. Entretanto, é a mais apropriada para os objetivos do projeto, não só pelo progresso genético do gado, mas principalmente pela possibilidade de reproduzir muitos animais a partir de uma única matriz”, explica Acácio Brito.

Para fazer a fertilização, as equipes do IBS preparam as vacas receptoras e coletam o material genético das matrizes doadoras na fazenda e, em laboratório, fazem a fertilização. Os embriões são implantados nas receptoras, como se fossem barrigas de aluguel. Tempo depois é diagnosticada a gestação. A técnica serve tanto para gado de corte quanto leiteiro.

A fertilização promove um verdadeiro milagre no curral em pouco tempo. Se um bovinocultor possui apenas uma vaca que tem alto desempenho na produção de leite, por exemplo, e outras dez com baixo desempenho, ele pode conseguir ter um plantel de aproximadamente oito bezerras de boa qualidade – ou até superior à da matriz - em um ano, usando o material genético da de melhor padrão e as demais como barriga de aluguel. O produtor pode adquirir um dos pacotes de fertilização do chamado FIV. O criador pode adquirir pacotes entre três e 25 prenhezes confirmadas, com valores variando de R$ 3,6 mil até R$ 30 mil.
Agência Sebrae de Notícias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio