Kelps lamenta denúncia de que presos com tornozeleiras não estão sendo monitorados

Foto: Eduardo Maia
Em pronunciamento nesta quinta-feira (30), na sessão plenária da Assembleia Legislativa, o deputado Kelps Lima (Solidariedade) lamentou a denúncia repassada pelo juiz de execuções penais de Natal, Henrique Baltazar, que indica o atraso do Governo do RN no pagamento à empresa responsável pelo monitoramento dos apenados em regime semiaberto que fazem uso de tornozeleiras eletrônicas. A informação foi relatada pelo juiz durante a reunião da Comissão Especial do Sistema Penitenciário, na manhã de hoje.

É uma denúncia gravíssima que eu não poderia deixar de trazer ao plenário da Assembleia. O serviço está suspenso e, em razão disso, hoje a Secretaria de Segurança e os agentes não sabem onde se encontram 550 apenados que usam a tornozeleira”, disse Kelps Lima, acrescentando ainda que “o alto índice de violência no Estado é, em sua maior parte, oriunda da crise no Sistema Carcerário”, completou.

Na oportunidade, Kelps destacou a sugestão que fez durante a reunião da Comissão de Segurança, propondo que todos os apenados no regime semiaberto usem tornozeleiras eletrônicas. Segundo ele, a ação traria importantes vantagens no acompanhamento dos presos.

Uma vantagem é permitir que se saiba onde estão os apenados, uma vez que estarão sendo eletronicamente monitorados. Outra é autorizar que, ao invés de retornarem à noite para dormirem nos presídios, espaço dominado pelas facções criminosas que podem até influenciá-lo a cometer outros crimes, ele durma em sua casa, ao lado da família, num ambiente bem mais saudável que no presídio. Além dessas vantagens, também é bem mais barato para o Estado”, explicou ele.

Ao final do pronunciamento, Kelps Lima cobrou providências do Governo do Estado para o pagamento da empresa responsável pelo monitoramento das tornozeleiras eletrônicas. “Espero que o Governo se manifeste pois a denúncia não foi anônima, mas sim do juiz de execuções penais do município. Torço para que o Executivo Estadual não tenha cometido mais essa tragédia administrativa”, concluiu.

Assembleia Legislativa Do RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

POLICIAL: Mais um crime de homicídio em Apodi

PRESTAR INFORMAÇÕES FALSAS É CRIME E USO DA MÁ FÉ NA GESTÃO PÚBLICA

“Esse Prefeito é incapaz de administrar até uma bodega”. Nilson de João Lucas, agosto de 2013

DENUNCIA GRAVE CONTRA O PREFEITO É PROTOCOLADA