Pular para o conteúdo principal

AMBIENTE: Seminário chama atenção para a conservação da Caatinga e da Água

Imagem divulgação
Por Carlos Henrique Silva

As consequências da degradação da vegetação da Caatinga, provocando escassez de água no Semiárido, são o tema da IV Semana da Água (SEMA), promovida pela ONG Diaconia em parceria com o Fórum de Políticas Públicas de Umarizal e diversas organizações locais no próximo dia 30. A data é baseada no Dia Mundial da Água e traz o tema “A Água que a Caatinga Guarda”.

Este ano, a programação é relacionada à Campanha da Fraternidade 2017 - “Biomas Brasileiros e Defesa da Vida”, e conta com oficinas e palestras no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), encerrando com um ato simbólico no Açude da Baixa (centro de Umarizal). O evento é aberto ao público de comunidades rurais e urbanas, e parceiros.

O evento serve para alertar a população da cidade e do campo para o uso racional e a economia da água, pois há o equívoco de que a vinda de chuvas foi suficiente. A previsão continua sendo abaixo da média ao longo do ano, o que chama a atenção para o combate ao desperdício e para a luta contra o desmatamento”, afirma à assessora político-pedagógica Risoneide Lima. As ações também reivindicam políticas públicas de garantia dos recursos hídricos.

Segundo o físico e professor da Universidade Estadual do Ceará, Alexandre Araújo Costa, a multiplicação de obras hídricas não levou em conta as necessidades da maioria da população, e visou essencialmente ao favorecimento do agronegócio e da indústria, que consomem muito mais água em suas atividades. “O Nordeste precisa se preparar para enfrentar as mudanças globais do clima e os desafios locais de justiça socioambiental. Precisa preservar a caatinga, zelar pelos estoques hídricos das cisternas aos maiores reservatórios, e utilizá-los de forma econômica, além de reavaliar o modelo de desenvolvimento, privilegiando a agricultura familiar e atividades com menor impacto ambiental e hídrico”, destaca o professor.

Dentre os convidados, nomes de referência na temática, como o Engenheiro Agrônomo e membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó/Piranhas/Açu (CBH-PPA), Procópio Lucena, que abordará a questão das mudanças climáticas. Apoiam as atividades os STTRs de Umarizal e Caraúbas, Ordem de Pastores de Umarizal (OPU), Igreja Católica e secretarias municipais.

Confira a programação:
8h - Acolhida/Lanche e Apresentação
8h40 - Mesa Política
9h20 - Salas temáticas: Conservação da Água (outorga e licença) / Gestão da Água / Recursos Hídricos
10h - Sistematização e apresentação dos trabalhos temáticos
10h30 às 12h - Palestra: Mudanças Climáticas e Água / Debate - Procópio Lucena
12h - Almoço para os/as participantes
13h - A Água que a Caatinga guarda (solo) – Pedro Lucena
14h - Debate
14h30 - Palestra: Conjuntura Política / Debate
16h - Ato simbólico no Açude da Baixa (Centro de Umarizal)

Assessor de Comunicação – D I A C O N I A

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio