AMBIENTE: Seminário chama atenção para a conservação da Caatinga e da Água

Imagem divulgação
Por Carlos Henrique Silva

As consequências da degradação da vegetação da Caatinga, provocando escassez de água no Semiárido, são o tema da IV Semana da Água (SEMA), promovida pela ONG Diaconia em parceria com o Fórum de Políticas Públicas de Umarizal e diversas organizações locais no próximo dia 30. A data é baseada no Dia Mundial da Água e traz o tema “A Água que a Caatinga Guarda”.

Este ano, a programação é relacionada à Campanha da Fraternidade 2017 - “Biomas Brasileiros e Defesa da Vida”, e conta com oficinas e palestras no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), encerrando com um ato simbólico no Açude da Baixa (centro de Umarizal). O evento é aberto ao público de comunidades rurais e urbanas, e parceiros.

O evento serve para alertar a população da cidade e do campo para o uso racional e a economia da água, pois há o equívoco de que a vinda de chuvas foi suficiente. A previsão continua sendo abaixo da média ao longo do ano, o que chama a atenção para o combate ao desperdício e para a luta contra o desmatamento”, afirma à assessora político-pedagógica Risoneide Lima. As ações também reivindicam políticas públicas de garantia dos recursos hídricos.

Segundo o físico e professor da Universidade Estadual do Ceará, Alexandre Araújo Costa, a multiplicação de obras hídricas não levou em conta as necessidades da maioria da população, e visou essencialmente ao favorecimento do agronegócio e da indústria, que consomem muito mais água em suas atividades. “O Nordeste precisa se preparar para enfrentar as mudanças globais do clima e os desafios locais de justiça socioambiental. Precisa preservar a caatinga, zelar pelos estoques hídricos das cisternas aos maiores reservatórios, e utilizá-los de forma econômica, além de reavaliar o modelo de desenvolvimento, privilegiando a agricultura familiar e atividades com menor impacto ambiental e hídrico”, destaca o professor.

Dentre os convidados, nomes de referência na temática, como o Engenheiro Agrônomo e membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó/Piranhas/Açu (CBH-PPA), Procópio Lucena, que abordará a questão das mudanças climáticas. Apoiam as atividades os STTRs de Umarizal e Caraúbas, Ordem de Pastores de Umarizal (OPU), Igreja Católica e secretarias municipais.

Confira a programação:
8h - Acolhida/Lanche e Apresentação
8h40 - Mesa Política
9h20 - Salas temáticas: Conservação da Água (outorga e licença) / Gestão da Água / Recursos Hídricos
10h - Sistematização e apresentação dos trabalhos temáticos
10h30 às 12h - Palestra: Mudanças Climáticas e Água / Debate - Procópio Lucena
12h - Almoço para os/as participantes
13h - A Água que a Caatinga guarda (solo) – Pedro Lucena
14h - Debate
14h30 - Palestra: Conjuntura Política / Debate
16h - Ato simbólico no Açude da Baixa (Centro de Umarizal)

Assessor de Comunicação – D I A C O N I A

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água