Pular para o conteúdo principal

Prefeito de Apodi finalmente responde ofício da APAMI, mas ainda não assinou convenio

Imagem reprodução.
O chefe do executivo apodiense finalmente respondeu o oficio da APAMI, mas não assinou convenio. 

Algumas pessoas estão fazendo confusão. Acham que o convênio foi garantido pela municipalidade. Só que ainda não foi não.

No ofício, o Prefeito assegura o que já é de praxe e já está acontecendo na Instituição que são os recursos oriundos do Sistema SUS, que chamamos de produtividade, para pagar aos médicos pelos serviços prestados (veja imagem logo abaixo).

Com relação à celebração do Convênio, que é exclusivo e fundamental para a manutenção da maternidade e pagamento dos funcionários, isso ainda não foi feito. No referido ofício o o gestor  alega que está analisando.

Bom, pelo menos o oficio foi respondido. No entanto, o que precisamos mesmo é a garantia do Convênio, porque é com esses recursos que mantemos a Maternidade e são pagos os salários dos funcionários. Inclusive até dezembro próximo passado foi com esses recursos do Convênio firmado na Gestão passada, que se pagou o salário dos funcionários, inclusive do atual Prefeito.

Valores repassados eram de aproximadamente de
R$ 45 mil + o convenio de R$ 75 mil. Reprodução.
Clique para ampliar.
Seria mesmo interessante é que o chefe do executivo tivesse maior disposição a dialogar e manter a parceria com a APAMI. Para isso bastaria receber a direção em audiência para se entrar num acordo. Não é interessante mandando atravessadores ou demorar meio mundo de tempo para se responder ofícios.

A gestão tem que ter em mente a importância desse convênio para a população do Apodi, de sua relação custo benefício para a sociedade. 

Logo por que, a atual direção da APAMI tem mostrado grande serviço e competência e não há motivos para se estar protelando uma ação tão essencial como esse convênio. 

Comentários

  1. Muita confusão virá por aí. Anote.

    ResponderExcluir
  2. Uma diretoria que mostra transparência,Renovação e ampliação da área física,melhoria no atendimento,eleita DEMOCRATICAMENTE como manda a lei,acho que tem a credibilidade suficiente para gerenciar os recursos públicos do convênio em prol de todos.Afinal o tempo já pode mostrar essa façanha.A prefeitura faça uma fiscalização mensal dos recursos liberados e aí tudo resolvido.O QUE FALTA !!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta interesse público por parte do gestor.

      Excluir
  3. Sou apodiense e quero a maternidade servindo ao nosso povo,independente de quem votei.Afinal,acho que a saúde é direito de todos e o dinheiro é público.Se todos os prefeitos de Apodi sempre ajudaram a maternidade com dinheiro do convênio municipal,por qual motivo esse isso agora não ocorrer ? Quando começar a morrer senhoras e crianças por falta de assistência na maternidade,quer irá assumir ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio