POLICIAL: Após assassinato de sargento em Ceará-Mirim, município registra 15 mortes

Polícia investiga se há envolvimento entre a chacina com morte do sargento Sidney Botelho

Reprodução.
Durante a madrugada desta quarta-feira (22), mais três pessoas foram mortas em Ceará-Mirim. Desde segunda, 15 assassinatos já foram contabilizados, de acordo com o Observatório da Violência do RN (OBVIO).

Segundo a Polícia Militar todos os crimes se efetuaram de forma semelhante. As vítima foram executadas por homens encapuzados, com tiros na cabeça e dentro ou próximo de suas residências.

A chacina podem estar relacionada com o assassinato do sargento Jackson Sidney Botelho Matos, de 42 anos, que trabalhava no 11º Batalhão. Ele foi morto em uma lanchonete da cidade por homens que chegaram em um carro vermelho.

Apesar disso, a PM ainda não confirma o envolvimento dos crimes, e diz que a Polícia Civil está investigando o caso, em conjunto com quatro equipes da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), na qual uma é coordenada por homens da Força Nacional. Até o momento, o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) já confirmou a identidade de 8 vítimas das chacinas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Repórter Wilson Oliveira me passou informações preocupantes sobre situação da maternidade Claudina Pinto

Nota de esclarecimento

Vereador Gilvan Alves doa um mês de salário e, consegue revitalizar Caixa D'água de comunidade do Góis

CHARTON AVISA: “Para desespero de quem não tem zelo com o dinheiro público continuarei determinado no meu papel fiscalizador”, avisa Charton