OPINIÃO: Somente palavras ao vento

Imagem reprodução.
Tudo não passa somente de palavra ao vento. Um ditado popular comum em nosso cotidiano. É aquele caso: “Cão que late não morde”. O caso é que, em certas situações, cão que late precisa morder também – no bom sentido da expressão – obviamente.

Por exemplo, vamos nos reportar ao ‘meio parlamentar (câmaras municipais, estaduais e federais)’ do nosso país. É raro, mas ainda pode se ouvir o discurso no que diz respeito a trabalhar a “fiscalização preventiva” sobre os poderes executivos.

Só que vemos as coisas erradas pelos lados do executivo continuar acontecendo dia após dia, nas ventas de todo mundo, para todo mundo ver e nada de concreto com relação a tal “fiscalização preventiva”, é feito.

Ora, se tudo ficar apenas no discurso e nada de concreto se ver sair do papel, os gestores se acharão no direito de continuar errando por que querem mesmo. Concluem que tudo estará igual à antes.

O que prevalece é “Cão que late não morde”. "Ah! Não tem perigo, tudo não passa de discurso de marketing midiático". Bom, que o discurso não seja somente palavras ao vento e que se possa ver algo de concreto acontecer. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CELEBRIDADES: A mãe do filho de Neymar, bonita e bem paga

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

A jaramataia e as incertezas de sua eficiência

Fim de linha também para Castelo Torres

Magnólia Figueiredo fala da importância do combate ao câncer de mama na assembleia legislativa