O STF solta o ex-goleiro Bruno

Reprodução.
Liminar deferida na última terça-feira (21), pelo Supremo Tribunal de Federal (STF), determinou a soltura do goleiro Bruno Fernandes.

A decisão é relacionada a um habeas corpus no processo de condenação pela morte de Eliza Samúdio, ex-namoradora do jogador, conforme o tribunal.

Segundo a assessoria do STF, o ministro Marco Aurélio Mello entendeu que Bruno tem direito a responder em liberdade enquanto aguarda o resultado dos recursos à condenação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Repórter Wilson Oliveira me passou informações preocupantes sobre situação da maternidade Claudina Pinto

Vereador Gilvan Alves doa um mês de salário e, consegue revitalizar Caixa D'água de comunidade do Góis

Nota de esclarecimento

ENTREVISTA: Professor Bruno Coriolano concede entrevista ao Blog