Grávidas de Apodi estão indo parir em outras cidades

Imagem reprodução. 
O Presidente Genivan Varela (PCdoB) nesta quinta-feira (16/02) fez uso da tribuna e trouxe informações pertinentes sobre alguns assuntos.

Inicialmente ele comparou a situação da maternidade fazendo questão de lembrar que na gestão anterior, quando em algum mês do ano nascia uma criança fora de Apodi causava um reboliço grande, principalmente na fala dos vereadores que hoje são situação. O presidente destacou que só nos primeiros dias dessa gestão, mais de 10 mulheres já tiveram que se deslocar para outras cidades para dar a luz a suas crianças.

Genivan lembrou também de um episódio que tiraram uma foto de um carro, ao qual a tampa de combustível tinha caído, passaram 30 dias falando desse assunto, inclusive na câmara. Hoje, perto de completar dois meses e a prefeitura não enviou o projeto do convênio com a APAMI, e os mesmos vereadores que “jogavam pedra” por conta da tampa de combustível, hoje se calam com esse descaso do poder executivo.

Mulheres de Apodi em suas casas, grávidas de 5 ou 6 meses, hoje já estão aflitas ao perceber a situação que poderão ter que se deslocar mais de 100 km pra poder ter o seus bebês”, frisou Genivan.

A direção da APAMI, que segundo a prefeitura seria o empecilho para o convênio, já foi mudada e mesmo assim o projeto não chegou à casa do povo.

Assessoria da Câmara de Vereadores do Apodi.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Repórter Wilson Oliveira me passou informações preocupantes sobre situação da maternidade Claudina Pinto

Vereador Gilvan Alves doa um mês de salário e, consegue revitalizar Caixa D'água de comunidade do Góis

Nota de esclarecimento

ENTREVISTA: Professor Bruno Coriolano concede entrevista ao Blog