Força-tarefa requereu que uma parte dos bens encontrados em poder de Lula em março de 2016 sejam sequestrados

Reprodução.
A força-tarefa da Operação Lava Jato, no Paraná, pediu ao juiz federal Sérgio Moro que autorize a Secretaria de Administração do Planalto a incorporar uma parte das ‘tralhas’ do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao patrimônio da Presidência da República.

Os bens estavam no cofre-forte de uma agência do Banco do Brasil, em São Paulo, segundo a Operação Aletheia – que levou o ex-presidente para depor coercitivamente em 4 de março de 2016. Documento AQUI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os maiores açudes do Nordeste

REINO ANIMAL: Insetos que sofrem metamorfose

VOLTA ÀS AULAS: Escola Sebastião Gurgel fará aula inaugural nesta sexta, 23

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

OPERAÇÃO MANUS: MPF questiona quantidade de testemunhas apontadas por Eduardo Cunha