Após esperar pelo posicionamento do prefeito, Câmara promulga reajuste salarial dos professores

Crédito da foto: Assessoria CMA
No ano de 2016, ainda no governo de Flaviano Monteiro, nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro, durante esse tempo todo, tramitou na Câmara o PROJETO DE LEI Nº 040/2016 - Dispõe sobre reajuste salarial para os servidores públicos e dá outras providencias. (Reposição salarial de R$ 8% aos Servidores Municipais do Magistério de Apodi-RN), que somente no dia 15 de dezembro foi aprovado por unanimidade.

O projeto em questão esteve durante o mês de janeiro de 2017 inteiro nas mãos do atual gestor para ser Vetado ou Sancionado. No entanto, todos os prazos para a ação do executivo chegaram ao fim, e nada foi feito, restando a câmera promulgar o projeto, tornando-o lei e concedido o reajuste.

Nesta semana, em visitas ao sindicato, os vereadores apresentaram o documento ao professor Ozamir Lima (presidente do sindicato) e na oportunidade, números sobre o limite prudencial foram discutidos. Os dados referentes ao limite prudencial são de que houve uma redução de 56,56% para 51,80% (segundo relatório do RGF) no final do mandato do professor Flaviano, sendo assim possível tal aumento.

Estiveram presentes os vereadores: Chico de Marinete, Charton Rêgo, Gilvan Alves, Bebe Gama, Paulo de Telécio e o Presidente Genivan Varela.

As informações são da assessoria da CMA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI