Pular para o conteúdo principal

Assistência a classe universitária será de cerca R$ 19 mil/mês na gestão Alan? É isso?

Reprodução: Redes sociais.
Clique para ampliar
Vejo nas redes sociais uma reunião entre a assessoria contábil da prefeitura do Apodi e uma representação da AENTS. Na matéria, vejo que a PMA, na gestão do glorioso Alan Silveira repassará a generosa quantidade R$ 230 mil no ano de 2017 a AENTS.

Bom, se nós dividirmos 230/12 meses teremos uma contribuição mensal pouco superior a R$ 19,1 mil por parte da PMA. Algo em torno disso. O resto os universitária teriam que bancar numa boa? Alguém me corrija se eu tiver relacionando errado, por favor. A direção da AENTS, pelo que as negociações têm avançado, estaria amando a proposta?

Não esquecendo que a gestão passada pagava R$ 58 mil/mês nos anos de 2013 e 2014. Isso quando o transformação – projeto que dava gratuidade aos transportes universitários –  funcionava. Quando os Royalties do Apodi veio à bancarrota e caíram vertiginosamente com a crise, tenho lembrança que o antigo executivo propôs pagar 27 mil. Rejeitado na lata pela classe universitária.

Matérias relacionadas:

Trazendo para a realidade atual estamos deixando de receber a ajuda de R$ 27 mil, pra aceitar uma de 19 mil? Caramba cara!!! Que poder de convencimento impressionante da gestão Alan/Hortência caso tudo se confirme. Um detalhe a mais é que hoje, os Royalties da PMA voltaram a aumentar. Estar entrando algo em torno de R$ 800 mil/mês, diferente dos cerca de R$ 200 mil quando a crise e denuncias botaram por terra o transformação.

A propósito, vendo um debate em uma rede social a respeito, um estudante afirmou que a questão quanto à gestão passada é que em épocas de campanha prometera-se dar a gratuidade. Ai o motivo da recusa do então R$ 27 mil, bolsa transformação e diabo a sete.

Espere ai. Mas também a atual vice-prefeita Hortência, quando vereadora, lutava de forma ferrenha pela gratuidade na câmara de vereadores. Então? Não ficou igual à situação da gestão passada, que prometeu gratuidade antes de assumir e penou depois por não ter uma bola de cristal sem saber que ia ter crise e, a situação de luta da vice-prefeita quando vereadora?

Mas é muito poder de convencimento cara. Deixando de receber a ajuda de R$ 27 mil, pra aceitar uma de 19 mil? Olha, Alan e sua equipe merecem um prêmio pelo poder de convencimento caso seja assim. Estou admirado. Coisa de tirar o chapéu para o poder de convencimento.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio