Assistência a classe universitária será de cerca R$ 19 mil/mês na gestão Alan? É isso?

Reprodução: Redes sociais.
Clique para ampliar
Vejo nas redes sociais uma reunião entre a assessoria contábil da prefeitura do Apodi e uma representação da AENTS. Na matéria, vejo que a PMA, na gestão do glorioso Alan Silveira repassará a generosa quantidade R$ 230 mil no ano de 2017 a AENTS.

Bom, se nós dividirmos 230/12 meses teremos uma contribuição mensal pouco superior a R$ 19,1 mil por parte da PMA. Algo em torno disso. O resto os universitária teriam que bancar numa boa? Alguém me corrija se eu tiver relacionando errado, por favor. A direção da AENTS, pelo que as negociações têm avançado, estaria amando a proposta?

Não esquecendo que a gestão passada pagava R$ 58 mil/mês nos anos de 2013 e 2014. Isso quando o transformação – projeto que dava gratuidade aos transportes universitários –  funcionava. Quando os Royalties do Apodi veio à bancarrota e caíram vertiginosamente com a crise, tenho lembrança que o antigo executivo propôs pagar 27 mil. Rejeitado na lata pela classe universitária.

Matérias relacionadas:

Trazendo para a realidade atual estamos deixando de receber a ajuda de R$ 27 mil, pra aceitar uma de 19 mil? Caramba cara!!! Que poder de convencimento impressionante da gestão Alan/Hortência caso tudo se confirme. Um detalhe a mais é que hoje, os Royalties da PMA voltaram a aumentar. Estar entrando algo em torno de R$ 800 mil/mês, diferente dos cerca de R$ 200 mil quando a crise e denuncias botaram por terra o transformação.

A propósito, vendo um debate em uma rede social a respeito, um estudante afirmou que a questão quanto à gestão passada é que em épocas de campanha prometera-se dar a gratuidade. Ai o motivo da recusa do então R$ 27 mil, bolsa transformação e diabo a sete.

Espere ai. Mas também a atual vice-prefeita Hortência, quando vereadora, lutava de forma ferrenha pela gratuidade na câmara de vereadores. Então? Não ficou igual à situação da gestão passada, que prometeu gratuidade antes de assumir e penou depois por não ter uma bola de cristal sem saber que ia ter crise e, a situação de luta da vice-prefeita quando vereadora?

Mas é muito poder de convencimento cara. Deixando de receber a ajuda de R$ 27 mil, pra aceitar uma de 19 mil? Olha, Alan e sua equipe merecem um prêmio pelo poder de convencimento caso seja assim. Estou admirado. Coisa de tirar o chapéu para o poder de convencimento.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Repórter Wilson Oliveira me passou informações preocupantes sobre situação da maternidade Claudina Pinto

Vereador Gilvan Alves doa um mês de salário e, consegue revitalizar Caixa D'água de comunidade do Góis

Nota de esclarecimento

CHARTON AVISA: “Para desespero de quem não tem zelo com o dinheiro público continuarei determinado no meu papel fiscalizador”, avisa Charton