Alan doa Alimentos arrecadados no Jogo do Bem a famílias carentes de Apodi

Crédito da foto assessoria PMA
Por Josemário Alves

O prefeito de Apodi, Alan Silveira (PMDB), e o secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Hessinho Mayard, estiveram nesta quinta-feira (19) à noite, fazendo a entrega de 22 cestas básicas às famílias carentes do bairro Bacural I.

Os alimentos foram arrecadados no Jogo do Bem, partida de futsal beneficente que aconteceu na segunda-feira (16).

Hoje podemos dizer que fizemos um golaço em solidariedade. Várias famílias terão agora um auxílio na alimentação para este final de mês”, afirmou Alan Silveira durante a entrega das cestas no campo de futebol do bairro.

A dona de casa Terezinha Alves foi uma das beneficiadas. Ela agradeceu à equipe da Prefeitura e disse que estava precisando, já que sua família é grande. Fiquei muito feliz e bastante agradecida. Tenho cinco filhos e essa cesta é uma ajuda bem boa agora para o final do mês”, disse.

Ainda na mesma noite, o prefeito Alan doou 10 cestas ao Grupo de Assistência às Pessoas com Câncer (GASPEC).

O Jogo do Bem arrecadou ao todo mais de meia tonelada de alimentos não perecíveis e rendeu 76 cestas básicas. Os alimentos foram distribuídos às famílias da zona urbana e rural do município.

O jogo beneficente cumpriu com o nosso objetivo, que foi ajudar outras pessoas. Ficamos muito felizes quando vemos o brilho no olhar dessas famílias, ao receber as cestas”, afirmou o secretário Hessinho Mayard, revelando que pretende realizar outras ações beneficentes ao longo da gestão.
Assessoria de Comunicação Integrada

Comentários

  1. Hessinho poderá substituir Alan na próxima eleição. Ele é o cara!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os maiores açudes do Nordeste

REINO ANIMAL: Insetos que sofrem metamorfose

VOLTA ÀS AULAS: Escola Sebastião Gurgel fará aula inaugural nesta sexta, 23

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

OPERAÇÃO MANUS: MPF questiona quantidade de testemunhas apontadas por Eduardo Cunha