SEM ESPERANÇA: Vereador diz que “poder de fogo dos Alves” levará MP a engavetar nova representação

Ação foi protocolada em virtude de um decreto assinado pelo prefeito, que oferece descontos aos contribuintes que anteciparem o IPTU de 2017 ainda neste ano

Reprodução. Vereador do PSOL – acredita que a
representaçãode sua autoria entregue ao Ministério
Público do RN contra o prefeito Carlos Eduardo (PDT)
será engavetada por causa do poder da Família Alves
O vereador Sandro Pimentel (PSOL) disse, nesta quinta-feira (22), que acredita que a representação de sua autoria entregue ao Ministério Público do RN contra o prefeito Carlos Eduardo (PDT) será engavetada. A ação apresentada pelo parlamentar foi protocolada junto ao MPRN, em virtude de um decreto assinado pelo prefeito, que oferece descontos aos contribuintes que anteciparem o IPTU de 2017 ainda neste ano, já que o Código Tributário de Natal define esse imposto a ser utilizado apenas a partir de 1º de janeiro de cada ano.

Segundo o parlamentar, a possibilidade de engavetamento da ação se deve à influência política da família Alves, a qual pertence Carlos Eduardo. “Atribuo esse engavetamento ao poder ‘de fogo’, e ao poder político que tem a família Alves”, afirmou.

De acordo com Sandro, em outras ocasiões, ações de sua autoria não tiveram sucesso no Ministério Público do RN. ”Não é a primeira representação que faço contra o prefeito, e nenhuma delas teve êxito”, afirmou.

No final da entrevista, o vereador afirmou que acha que a representação não terá resultados nesse ano. “Acho que ela [a representação] vai ficar engavetada até 2017, porque aí perde o seu efeito, que é evitar o uso esse ano dos recursos, e aí fica materializado o crime”, finalizou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!