Renan e o senado, acima da lei, desafiam suprema corte do pais e Renan segue na chefia do senado

Reprodução.
Renan Calheiros (PMDB-AL) não aceitou a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ontem, 05, o ministro afastara Renan do cargo por ser réu na linha sucessória da presidência da república, acatando um pedido da rede.

Na tarde de hoje, 06, senadores da mesa diretora assinaram um documento para não cumprir afastamento de Renan e esperará a decisão do plenário do STF. Assim, concluímos que engana-se quem acha que Senado tem presidente, Renan é que tem o Senado. Estaria por ventura se sentindo o dono do Brasil? 

Ainda hoje, 06, um oficial de justiça, que andou mais que burro de cigano atrás de Renan tentando notificá-lo, deixou o senado depois de quase seis horas de insistência e, na saída, confirmou que Renan não assinou notificação.

Esse país está realmente sem rumo. Para que esses ministros lá, assinando essas sentenças? Não se faz mais necessário né? Não teria perdido a razão de ser? Os nossos políticos agora se acham acima da lei. Essa atitude de hoje que o diga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

MENSAGEM: Apodienses vencedores

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?