Prefeito de Mesquita (RJ) some da cidade após não se reeleger

Gelsinho Guerreiro, do PRB, não conseguiu a reeleição e sumiu. Funcionários da Prefeitura dizem que ele não aparece desde outubro

O prefeito da cidade de Mesquita, no interior do Rio de Janeiro, Gelsinho Guerreiro, do PRB, não conseguiu a reeleição e sumiu. Segundo os funcionários da Prefeitura, ele não aparece desde outubro.

Nessa terça-feira (27), o guarda municipal que cuida da entrada da Prefeitura acompanhou a equipe do Jornal Hoje até o gabinete do prefeito. Ele confirma que Gelsinho Guerreiro não aparece desde outubro e que ele todos os funcionários estão sem receber os salários de dezembro e o 13º salário.

São muitas perguntas sem resposta. Os servidores tentam falar com o prefeito, mas não conseguem. O Jornal Hoje também tenta contato com ele desde a semana passada e nada. A equipe do jornal já foi até a casa do prefeito, que fica no município vizinho, Nova Iguaçu, e ninguém estava lá.

Os garis de Mesquita não recebem desde outubro. Sem a coleta de lixo, a cidade está suja e com montanhas de lixo. Também não tem atendimento nos postos de Saúde. No dia 19 de dezembro, a Justiça determinou que a Prefeitura pagasse os salários dos funcionários da área de educação em 48 horas, o que não aconteceu.
Nota do Blog:
Desde Outubro não aparece? Isso é o que pode-se chamar de uma Maracangalha pesada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água