Governo Temer (PMDB), um governo com a cabeça nas reformas, mas com os pés atolados na lama

Reprodução.
Ao olharmos para o governo Temer (PMDB) uma peculiaridade interessante. O governo Temer tem a sua cabeça voltada para reformas. Algumas delas: PEC do Teto, congela gastos públicos por 20 anos; a reforma da previdência, castigando o trabalhador a contribuir mais uma infinidade de anos; por detrás das câmara, Temer junto com seus aliados da câmara e do senado, tem ainda se concentrado em fazer reformas drásticas na leis contra a corrupção, a final, alguém precisa ser protegido.  E por ai vai.

Desde que assumiu, a coisa de quase sete meses, Temer já perdeu seis ministros, cinco deles por envolvimento com coisas da lava jato. Um deles, se recusou a ficar no governo Temer em virtude de um cenário tanto quanto com requintes de tráfico de influência.

Boa parte dos seus principais aliados estão cada dia mais se metendo numa fria. Cunha (PMDB/RJ), que até a alguns meses atrás era presidente da câmara dos deputados federias, hoje está preso. Seu grandioso aliado, Renan Calheiros (PMDB/AL), há pouco virou réu por peculato. Ontem, 05, foi afastado do cargo da presidência do senado.

O governo Temer representa um paradoxo. Ao mesmo tempo que o governo Temer tem a cabeça em promover reformas, seu governo mantem os pés atolados dentro da lama. Triste realidade brasileira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI